Polícia fecha boate em Cariacica que desobedeceu ao decreto estadual sobre Novo Coronavírus

Compartilhe

A Delegacia de Costumes e Diversões (Decodi) fechou uma casa noturna localizada no município de Cariacica, na última quarta-feira (18), após receber uma denúncia anônima.

O estabelecimento desrespeitou o decreto do governo do Estado, divulgado no dia (17), que proibia a abertura de cinemas, casas de shows e boates como medida de prevenção à disseminação do Novo Coronavírus (Covid-19).

“A denúncia informava que a boate estava em pleno funcionamento, ignorando completamente o decreto estadual e colocando em risco clientes, funcionários e até mesmo os vizinhos.

O local funciona 24 horas e, quando abordamos o proprietário, ele afirmou que desconhecia o decreto “, disse o titular da Decodi, o delegado Márcio Braga.

Os clientes e funcionários foram liberados e orientados a irem para casa. O proprietário recebeu esclarecimentos sobre a proibição de funcionamento e a boate foi notificada pela Decodi para que não reabra enquanto durarem as medidas de prevenção ao Coronavírus.

No entanto, durante as buscas, os policiais apreenderam aproximadamente R$ 23 mil e uma pistola com a numeração raspada. O empresário acabou preso e autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.

“A Decodi pede colaboração dos donos de boates e casas noturnas, pois o momento é de sacrifícios e colaboração de todos, e quem desrespeita o decreto estadual pode responder por crime de desobediência.

A população também pode ajudar a fiscalizar, e denúncias podem ser feitas por telefone, no Disque Denúncia 181, ou pela página www.disquedenuncia181.es.gov.br. Todos devemos nos ajudar nesse momento”, afirmou o delegado.

O fechamento de eventos culturais foi uma das medidas de segurança adotadas contra o Novo Coronavírus definidas na terça-feira, em reunião na Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública. Por 30 dias está proibida a abertura de cinemas, casas de shows e boates, além da realização de eventos de qualquer natureza.

Reuniões particulares estão permitidas, desde que a aglomeração máxima seja de 100 pessoas em local com pelo menos três vezes a capacidade.

Fonte: folhavitoria

 

Leia também

Casal completa 72 anos de casamento em Pinheiros; conheça a história

Em tempos de matrimônios curtos, um casal de Pinheiros, no Norte do Espírito Santo, quebrou as regras da...

Poste no bairro estrela corre risco de cair e moradores pedem providências

Um poste de energia elétrica, na Rua João Calmon, entre o bairro Estrela e o Vila Landinha, em...

Um mês após mulher trans ser morta por PM, moradores e comunidade LGBTQIA+ fazem protesto no Espírito Santo

  Mulher trans conhecida como 'Lara Croft' foi morta a tiros em Cariacica Nesta sexta-feira (12) completou-se um mês desde...

Bueiro é construído no Denzol, agora, são 97 em um ano e oito meses

Mais um bueiro com manilhas e casqueiro de granitos foi construído pelos funcionários da secretaria de Transportes e...

Posto de saúde de São João de Itaperuna passará por reformas

A equipe da secretaria de Serviços Públicos da prefeitura de Barra de São Francisco, iniciaram nesta quarta-feira (10),...

‘Nenhum pai quer ver um filho jogado no matagal, morto’, diz homem que encontrou corpo do filho queimado em Vitória

  O corpo de um jovem, identificado como Matheus Rocha Silva, de 26 anos, foi encontrado parcialmente queimado e...

 Inscrições abertas para cursos gratuitos do Programa Qualificar ES

  O Programa Qualificar ES abriu hoje para a população de Vila...

Secretaria da Saúde de AL confirma primeiro caso de varíola dos macacos em turista do Espírito Santo

    Secretaria de Saúde de Alagoas confirma primeiro caso de varíola dos macacos em turista do ES — Foto:...