Polícia descarta crime em caso de modelo que teve o corpo incendiado no Espírito Santo

De acordo com a titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), Raffaella Aguiar, imagens das câmeras de segurança e depoimentos ajudaram a confirmar a versão da namorada da vítima.

A Polícia Civil do Espírito Santo descartou que a modelo Katiuscia Silva Mota, de 31 anos, que teve o corpo incendiado em um condomínio da Serra, tenha sido vítima de um crime.

De acordo com a titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), Raffaella Aguiar, as imagens das câmeras de segurança do prédio e os depoimentos das envolvidas ajudaram a confirmar a versão da namorada de Katiuscia.

À delegada, ela reforçou a história que já havia contado à TV Gazeta. Segundo a jovem, Katiuscia derrubou um líquido inflamável no corpo durante uma briga do casal e, depois, acendeu um isqueiro.

Para a delegada, ao ameaçar colocar fogo no apartamento onde moram, a ideia de Katiuscia era chantagear emocionalmente a namorada.

“Ontem a gente ouviu a namorada e ela relatou com detalhes tudo que aconteceu naquele dia. É nítido que o relacionamento delas é conturbado, teve brigas durante o dia inteiro, isso nenhum deles nega. Mas o fato que seria apurado como crime não ocorreu. [ …] Elas estavam discutindo, o temperamento dela é um pouco agressivo e, como forma de chantagear emocionalmente, a Katiuscia começou a dispensar álcool pela casa e já olhou pra um isqueiro. Ela pegou o isqueiro e fingia que ia colocar fogo. Como ela fez muito próximo, e estava embebida em substância inflamável, ela entrou em chamas”, disse a delegada.

Imagens de uma câmera do local mostram a mulher com o corpo em chamas. — Foto: Reprodução

Para a delegada, a gravação do circuito interno do prédio prova que a namorada sequer estava perto da vítima quando ela ficou com o corpo em chamas.

“Ao analisar as imagens, é bem claro que não tem a menor possibilidade de que a namorada tivesse incendiado a modelo, porque, quando ela apareceu em chamas, namorada já estava do outro lado do vidro”, disse Raffaella.

Ainda segundo a delegada, vizinhos e a própria Katiuscia, que foi ouvida no hospital, já confirmaram a versão.

Apuração começou após desconfiança da mãe

Raffaella Aguiar explicou que a polícia entrou no caso após a mãe de Katiuscia demonstrar desconfiança sobre a história ao conceder entrevista à imprensa. Na ocasião, ela disse que não acreditava na hipótese de a filha ter ateado fogo ao próprio corpo.

Entretanto, a delegada reiterou que não há outra possibilidade. “A gente compreende que deve ser muito difícil para uma mãe ver a filha naquela situação e entender que ela é causadora de todo aquele mal que está sofrendo. Mas não tem nem elementos de que a namorada instigou a Katiuscia a fazer isso. Está descartado por completo a incidência de uma prática de crime”, disse.

Ainda segundo a delegada, ela vai sugerir o arquivamento do caso para o Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

 

Leia mais

Webinar sobre recuperação judicial em tempos de pandemia continua com inscrições abertas

Ainda estão abertas as inscrições para o webinar “Desafios da Pandemia: mecanismos da Lei de Recuperação...

Brasil recebe aprovação da OCDE de novos instrumentos legais na área de Ciência e Tecnologia

País possui o maior número de requisitos para entrada no organismo internacional Das nações que pleiteiam uma vaga na...

Auxílio Emergencial alcança mais da metade da população do País

Auxílio emergencial foi prorrogado por mais dois meses. Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil Aproximadamente 124,2 milhões de pessoas foram diretamente ou indiretamente beneficiadas...

Moto clonada do Rio de Janeiro é apreendida em Barra de São Francisco

Na tarde desta sexta-feira, 12 de junho de 2020, durante patrulhamento nas proximidades de Vila Paulista, os militares da equipe de patrulha rural avistaram...

Leia também

Delegado se nega a usar máscara e saca arma para fazer ameaças

Um delegado da Polícia Civil foi preso na...

Projeto de reconstrução do Casarão do Barão de Aymorés será apresentado ao Governo do Estado

Engenheiro idealizador do projeto é bisneto do Barão de Aymorés e buscou parte da inspiração para o planejamento do trabalho, através de lembranças de...

‘Corrupção deve ser praticada’, diz candidato em debate

Uma gafe cometida pelo deputado estadual Wallber Virgolino...

Vacina da Pfizer contra Covid-19 entra na última fase de testes clínicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que as empresas farmacêuticas Pfizer e BioNTech prossigam para a fase 3 do estudo clínico da...