Polícia descarta crime de latrocínio em caso de vereador morto em Presidente Kennedy

A Polícia Civil descartou o crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, no caso do vice-presidente da Câmara Municipal de Presidente Kennedy, vereador Marcos Augusto Costalonga (PL), assassinado na última quinta-feira (27).

Ainda segundo a polícia, até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi detido, e o caso segue sendo investigado por meio da Delegacia de Polícia de Presidente Kennedy.

Segundo as investigações iniciais e testemunhas ouvidas, um carro teria emparelhado o veículo em que estava a vítima e atirado.

Entenda o caso: 

O vice-presidente da Câmara Municipal de Presidente Kennedy, vereador Marcos Augusto Costalonga (PL), foi assassinado na noite de quinta-feira (27). A informação foi confirmada pela Câmara, que publicou uma nota de pesar pelo falecimento.

A Polícia Militar informou que, de acordo com o boletim, no início da madrugada desta sexta-feira (28), um carro trafegava pelo bairro Leonel, em Presidente Kennedy, quando foi fechado por outro veículo com quatro indivíduos a bordo, que anunciaram um assalto. O condutor acelerou na tentativa de fugir dos criminosos e, neste momento, os indivíduos atiraram.

Um homem morreu no local e outras duas pessoas ficaram feridas e foram socorridas para a Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim. Os suspeitos fugiram.

A nota, assinada pelo presidente da Câmara, Jacimar Marvila Batista, pede “rigorosa apuração das circunstâncias do falecimento e a punição dos responsáveis”.

O texto ainda destaca que Marcos Augusto Costalonga, que estava em seu primeiro mandato, exerceu o trabalho “com honestidade, independência e ética, não medindo esforços para o progresso do município e bem-estar da população, sendo o seu falecimento uma grande perda para Presidente Kennedy”.

Informações: Folha Vitória


Leia mais

Leia também