Polícia Civil prende homem suspeito de agredir esposa na frente da filha em Nova Venécia

Compartilhe

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Nova Venécia, realizou, nesta sexta-feira (24), uma operação policial com o objetivo de cumprir um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 42 anos, suspeito de agredir a companheira, de 26 anos. O acusado foi encontrado no bairro Rúbia, em Nova Venécia, onde foi detido pelas equipes da Polícia Civil.

O mandado de prisão preventiva foi expedido após uma ocorrência de violência doméstica, datada no dia 18 de junho de 2022, em que o suspeito teria espancado e, posteriormente, tentado atropelar a companheira de 26 anos enquanto empreendia fuga do local do crime. O homem agrediu a esposa na frente da filha do casal, e só cessou as agressões quando os vizinhos começaram a gritar.

“No dia do ocorrido, equipes da Polícia Militar tentaram localizar o suspeito, mas este não pôde ser encontrado naquele momento. Diante disso, as equipes da Polícia Civil tomaram ciência dos fatos e iniciaram as investigações para chegar até o suspeito. Durante o andamento do inquérito policial, também foi descoberto que o suspeito seria reincidente no crime de violência doméstica, com registro de ocorrência feito pela mesma vítima no ano de 2018”, disse o delegado Douglas Trevizani Sperandio, da Delegacia Regional de Nova Venécia

O suspeito foi conduzido até a 17ª Delegacia Regional de Nova Venécia, onde posteriormente foi encaminhado até o sistema prisional. Ele permanecerá à disposição da Justiça.

O que fazer em casos de violência doméstica?

O delegado Douglas Trevizani Sperandio, da Delegacia Regional de Nova Venécia, orienta as mulheres que forem vítimas de violência doméstica e familiar, ou que vivam um relacionamento abusivo, que denunciem o caso à Polícia.  “Orientamos que as vítimas procurem a delegacia para registrar o boletim de ocorrência, para que os autores dos fatos sejam devidamente investigados e responsabilizados por seus atos. Além disso, se o agressor estiver cometendo o crime naquele momento, a Polícia Militar deve ser acionada por meio do 190”, disse.

Vale ressaltar que as denúncias sobre casos de violência doméstica e familiar também podem ser feitas por meios do Disque-Denúncia 181 e do Disque 180 que é a central de atendimento à mulher do Governo Federal.

Texto: Rachel Nunes

 

Leia também

M&T Expo apresentará equipamentos e tecnologias com foco em ESG

Aindústria de mineração no Brasil encerrou o primeiro semestre de 2022 com um faturamento de 113,2 bilhões, alcançando...

Jovem perde controle de carro e invade padaria em Nova Venécia

  Um padaria foi invadida por um veículo descontrolado na noite do último sábado, dia 06, no bairro Altoé,...

Plataforma Recoloca Rio Doce tem vagas de emprego em Linhares e Baixo Guandu

  Interessados em participar de processos seletivos e conquistar uma vaga de trabalho em Linhares, Baixo Guandu e região...

SARAMPO: Ministério da Saúde cria sala para monitorar casos da doença

O Ministério da Saúde ativou uma Sala de Situação para monitorar a circulação do sarampo no país. Segundo...

Maiores mineradoras investem em aumento de capacidade e melhoria da produtividade

As 200 Maiores Empresas de Mineração responderam por quase 92% do valor total da Produção Mineral Brasileira em...

INDICADORES: Preço do café arábica sobe nesta sexta-feira (12)

A saca de 60 quilos do café arábica iniciou a sexta-feira (12) com alta de 0,53% no preço...

Festival Aracruz Sabores começa nesta quinta-feira (11)

O evento vai reunir sabores, cerveja artesanal, vinhos, drinks, música boa e muito mais. Na praça da Barra...

Três cidades atingidas por desastres receberão mais de R$ 1,1 milhão para ações de defesa civil

Três cidades do País atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1,1 milhão para ações de...