Polícia Civil prende em Meaípe suspeito de homicídio em Minas Gerais

Uma Operação conjunta entre as Polícias Civis de Minas Gerais e do Espírito Santo, prendeu nesta quinta-feira um homem, apontado como autor do disparo que culminou na morte de Geovane Dias da Silva, 26 anos ocorrido em março deste ano. Naquela noite, a Vítima trafegava com sua motocicleta em uma Avenida de Muriaé, Minas Gerais, para realizar entregas, quando foi atingido na cabeça por um tiro fatal de arma de fogo.

De acordo com a investigação, o disparo foi efetuado de dentro de um veículo em movimento, quando ambos se cruzaram na Avenida. No local, existe uma placa de sinalização de trânsito perfurada por disparos, o que levou os investigadores a concluir que o autor visou realizar um disparo de exibição contra a placa, no exato momento em que Geovane cruzou seu caminho.

Para os investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), o autor praticou o crime de Homicídio Triplamente Qualificado, com pena que varia entre 12 e 30 anos, já que teve a plena visão da aproximação frontal da vítima e, mesmo assim, assumiu o risco de produzir o resultado a partir de sua ação, a qual poderia e deveria perfeitamente evitar.

Durante a investigação o autor chegou a se apresentar na sede da DHPP, alegando ter se tratado de um disparo acidental, versão que foi confrontada e não convenceu os agentes.

FUGA

O Suspeito estava foragido desde março. Depois de prestar falsas declarações na delegacia ele buscou refúgio em uma casa em Meaípe, Guarapari, para se furtar da ação policial.

CAPTURA

A Operação desta quinta-feira, que resultou na captura do suspeito foi desencadeada pela DHPP/4a DRPC e pelo Departamento Especializado de Homicídios e Proteção a Pessoa – DEHPP da Polícia Civil do Espírito Santo.

Leia mais

Leia também