Polícia Civil desvenda homicídio, roubo e latrocínio, e prende três suspeitos no norte do Estado

Uma complexa investigação que envolveu policiais civis de Rio Bananal e Sooretama, com o apoio do serviço de inteligência da 16ª Delegacia Regional de Linhares e da Perícia Criminal da Polícia Civil, levou à elucidação de três crimes cometidos nos municípios de Sooretama e Rio Bananal, e à prisão de três pessoas. As investigações se estenderam de fevereiro a maio deste ano, quando o último suspeito foi preso.

O primeiro fato aconteceu no dia 05 de fevereiro deste ano, no Bairro Salvador, no município de Sooretama. Um homem de 47 anos foi encontrado agonizando dentro de casa, com sinais de tortura. O homem chegou a ser socorrido, mas no dia 14 de fevereiro, não resistindo aos ferimentos, veio a óbito em um hospital de Linhares. A Polícia Civil iniciou as investigações, assim que tomou conhecimento do fato.

Nove dias depois do primeiro crime, um segundo caso, aparentemente sem relação, chegou ao conhecimento da Polícia Civil: elementos armados abordaram duas mulheres e exigiram que entregassem a motocicleta e os pertences pessoais. O fato aconteceu na zona rural de Sooretama. As investigações também foram iniciadas imediatamente.

“Os investigadores de Linhares, Sooretama e Rio Bananal trabalharam juntos nessas investigações e depois de várias diligências, levantamento de pistas e um trabalho de inteligência minucioso, chegamos à autoria dos dois crimes. Um dos suspeitos gravou vídeos em seu celular, mostrando a vítima do homicídio agonizando depois das torturas e também vídeos comemorando os roubos na zona rural de Sooretama”, explicou o titular da Delegacia Regional de Linhares, delegado Fabrício Lucindo.

Três suspeitos foram identificados, no entanto, outro crime ocorrido horas depois do roubo na zona rural mudou o rumo da investigação. “Os autores do roubo acabaram sendo vítimas de um latrocínio, em córrego lagrimal, Rio Bananal, horas depois. Dois deles, de 21 e 23 anos, foram mortos e o terceiro, de 21 anos, ficou gravemente ferido. Os produtos subtraídos foram os mesmos que eles roubaram das duas mulheres”, explicou o delegado.

Autores do latrocínio presos

A investigação do latrocínio foi realizada pela mesma equipe. Por fim, os autores foram identificados e o delegado representou por suas prisões. A Justiça expediu os mandados e, no último dia 30 de abril, a Polícia Militar de Sooretama prendeu os dois suspeitos. Ambos vão responder por latrocínio, com pena de 20 a 30 anos de prisão.

No entanto, isso não significou o encerramento do caso, pois o terceiro suspeito do roubo, que sobreviveu ao latrocínio, ainda estava solto e com mandado de prisão em aberto. Na última segunda-feira (17), ele se apresentou à Polícia Civil para prestar depoimento, e foi informado sobre a ordem de prisão em seu desfavor. Após o interrogatório, o detido foi encaminhado ao Presídio Regional de Linhares e permanece à disposição da Justiça. Ele responderá pelos crimes de homicídio e roubo.

O celular da vítima de roubo em Sooretama foi encontrado na zona rural do município, em posse de uma terceira pessoa, que irá responder pelo crime de receptação de produto roubado.

Texto: Camila Ferreira


Leia mais

Leia também