PM reforça segurança com o bloqueio de vias para as manifestações de 7 de Setembro em Brasília

Devido às manifestações populares no feriado de 7 de Setembro, o trânsito de Brasília vai operar em esquema especial, com vias bloqueadas até o fim do ato. Na Esplanada dos Ministérios ficará proibido o trânsito de veículos a partir das 0h, com bloqueio entre a alça leste da Rodoviária do Plano Piloto até o 1º Grupamento de Bombeiro Militar, próximo à L4 Norte.

Até o momento, há um cadastro prévio de 13 grupos bolsonaristas e três grupos contrários ao governo federal. De acordo com a divisão da PM, os manifestantes pró-governo ficarão na Esplanada dos Ministérios e podem seguir pela pista principal até chegar à Avenida José Sarney, na ligação entre as vias S1 e N1.

Os atos contrários estarão concentrados no estacionamento da Torre da TV, a partir das 8h, ao lado da Praça das Fontes. Os grupos seguem a caminhada, a partir das 10h, até o Memorial dos Povos Indígenas, acompanhados pela PMDF durante todo o trajeto.

Os ônibus das comitivas, assim como motocicletas e cavalos, deverão ser deixados no estacionamento da Praça da Cidadania, localizada ao lado do Teatro Nacional. Os demais manifestantes poderão utilizar os estacionamentos da parte superior da Rodoviária do Plano Piloto e dos setores de Autarquia, Bancário e Comercial.

Fiscalização reforçada nas rodovias durante o feriadão

Brasil atinge 213,3 milhões de habitantes

As alternativas para quem precisar acessar a região serão as vias N2 e parte da S2, entre os ministérios e anexos. Policiais militares e agentes do Detran estarão nas vias W3 Norte (N2 e N3) e W3 Sul (S2 e S3) para controle do trânsito.

A partir das 6h não será mais possível transitar com veículos da altura da W3 até a Funarte, no Eixo Monumental – nas vias N1 e S1. O restante da avenida estará aberta para o trânsito de veículos. O trecho específico será destinado para os manifestantes contra o governo. O Eixão do Lazer também funcionará normalmente, fechado para veículos, mas com passagem de pedestres permitida.

Reforço do policiamento

Além do bloqueio do trânsito, a região central também receberá reforço no policiamento. A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) programou linhas de revistas pessoais. Alguns itens não serão permitidos aos manifestantes. Entre eles estão: objetos cortantes e perfurantes, pedaços de madeira, cano de PVC e de ferro, mastros de bandeiras, fogos de artifícios, garrafas de vidros e álcool líquido (álcool em gel será permitido).

Segundo o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Júlio Danilo, a área será resguardada por várias forças de segurança do DF e federais. “Esses órgãos federais são responsáveis pela segurança interna e parte daquela zona externa. Em todo perímetro seguinte as forças de segurança assumem essa fiscalização. Nós estamos aí sim trabalhando com a possibilidade de ter diversos policiais dispostos não só na Esplanada, como em toda a área”, disse.

A PM recomendou que os alimentos levados pelos manifestantes sejam colocados em sacos transparentes, para que os policiais possam identificar facilmente. Recomenda-se não se esquecer de levar sua água, seu boné, e passar protetor solar, pois, nessa época do ano, as temperaturas são elevadas.

Caravanas

Manifestantes de todas as regiões do País se preparam para os protestos. Grupos de apoiadores de pelo menos dez estados confirmaram viagens para a capital federal com ônibus fretados. Apenas em Tocantins foram confirmadas sete caravanas do estado até Brasília. As caravanas também irão sair de Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Bahia e Rio Grande do Sul.

O pastor Ricardo Cordeiro é um dos colaboradores de uma caravana que sai do município de Januária, no interior de Minas Gerais. O grupo é formado por empresários do agronegócio e do comércio da região. “Da nossa cidade vai sair um ônibus com 42 pessoas, no entanto, também terão outros carros particulares indo no sentido de nos seguir e acompanhar essa caravana”, contou.

A mobilização lotou os hotéis da região, tradicionalmente vazios em feriados.  Dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Distrito Federal (Abih-DF) apontam para uma ocupação de quase 100% da capacidade até esta segunda-feira (6), véspera do feriado, e 80% no dia 7.

Esplanada dos Ministérios. Foto: Agência Brasil.Esplanada dos Ministérios. Foto: Agência Brasil.