Plano Safra atende produtores em todo País

Plano Safra atende produtores em todo país

Produtor rural André Figueiredo Dobashi tomou recursos de custeio do Plano Safra para comprar insumos à vista. Foto: Reprodução

A safra 2020/2021 começou e os produtores já podem acessar os recursos para financiamento nos bancos que operam com crédito rural e nas cooperativas de crédito. São R$ 236,3 bilhões disponíveis, valor 6,1% maior que o da safra anterior e o maior da história.

O desembolso do crédito rural para safra de 2019/2020, que encerrou em junho, foi de R$ 191,8 bilhões. Foram 11% por cento a mais que no período anterior. De acordo com o Ministério da Agricultura, somados aos recursos da fonte Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) referentes às aquisições de Cédulas de Produto Rural (CPRs) e às operações com agroindústrias, o valor chegou a R$ 225 bilhões.

Um dos beneficiados foi o produtor rural André Figueiredo Dobashi que planta soja, milho, sorgo e aveia há 15 anos na cidade de Antônio João, no Mato Grosso do Sul. Ele tomou recursos de custeio do Plano Safra 2019/2020 para comprar insumos à vista, conseguindo preços mais baixos.

“Foi muito importante esse recurso não só para a soja, mas também para o milho. A gente faz a aquisição dos insumos no preço à vista conseguindo 15%, até 18% do preço a prazo. Consegue um desconto, então, fica muito mais interessante do que pagar o preço a prazo. A gente consegue, assim, um desconto muito maior do que o juro que a gente paga no recurso controlado”, contou.

André Figueiredo também adquiriu um trator para ajudar no plantio, por meio do Moderfrota. Ele disse que, além das taxas de juros atrativos, o prazo de carência permite que produtor comece a pagar o equipamento depois que ele já está rendendo dividendos. “Isso é extremamente importante para gente porque você tem um tempo para começar a produzir e, então, começar a pagar. Isso é extremamente interessante para quem depende da produção para pagar suas obrigações”, explicou. 

Aplicação dos recursos do Plano Safra 2019/2020

Nos 12 meses, que são contados de julho a junho, o crédito rural foi utilizado da seguinte forma: R$ 107,48 bilhões para custeio; R$ 50,36 bilhões em investimentos; e 10,9 bilhões para industrialização. Já os financiamentos para comercialização ficaram em R$ 23 bilhões.

A maior parte dos recursos teve como destino a atividade agrícola. Foram R$ 126 bilhões. Já a pecuária ficou com R$ 65 bilhões. Nos financiamentos por produto, os bovinos ocuparam a primeira posição, seguidos da soja, do milho e do café.

Entre as regiões, a distribuição dos financiamentos foi maior no Sul, com 34%. Em seguida aparece o Centro-Oeste, que concentrou 26% dos empréstimos.

Os financiamentos de custeio e de investimento tiveram participação do Programa de Apoio ao Médio Produtor (Pronamp) e do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). 

Recursos para a safra atual

A safra 2020/2021 conta com R$ 236,3 bilhões disponíveis. Do total programado, R$ 179,38 bilhões serão destinados para custeio, comercialização e industrialização e R$ 56,92 bilhões para investimentos. Para o seguro rural de 2021 o governo disponibilizou R$ 1,3 bilhão.

Os pequenos produtores rurais terão R$ 33 bilhões para financiamento pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com juros de 2,75% e 4% ao ano, para custeio e comercialização. Para os médios produtores rurais, serão destinados R$ 33,1 bilhões, por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), com taxas de juros de 5% ao ano (custeio e comercialização).

Nos financiamentos para grandes produtores, a taxa anual de juros será de 6% para custeio e de 7% para investimento

Os recursos podem ser contratados até 30 de junho de 2021 e vão garantir a continuidade da produção no campo e o abastecimento de alimentos no país durante e após a pandemia do novo coronavírus.

 

 Com informações do Ministério da Agricultura

Leia mais

Espírito Santo chega a 3.242 mortes e 104.256 curados com 115.172 casos de Coronavírus

O Espírito Santo registrou, até este sábado (5), 3.242 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 115.172. O índice de letalidade...

Incêndio destrói apartamentos, em Vitória, e mulher grávida e criança pulam do 2º andar para fugir de fogo

Inocêncio destrói apartamentos em Maria Ortiz, em Vitória — Foto: Reprodução/ TV Gazeta Dois apartamentos ficaram destruídos em um incêndio no bairro Maria Ortiz, em...

Terceira Etapa do Inquérito Sorológico tem início na próxima segunda-feira (08)

A Secretaria da Saúde (Sesa) dará início, na próxima segunda-feira (08), à terceira fase do “Inquérito...

Bebê de 1 ano morre após ser picado por escorpião no ES

Um bebê de um ano morreu após ser...

Leia também

Morre em Barra de São Francisco Antônio Carlos “Castor”

Faleceu em Barra de São Francisco nesta segunda-feira, 19 de outubro de 2020, Antônio Carlos Castor. Cruzeirense de coração, Castor, como era conhecido entre os francisquenses, veio...

Cantora faz show e reúne multidão em meio à pandemia de covid-19

Milhares de fãs se reuniram para o show...

Corpo de um homem é encontrado no interior de Ecoporanga

Na manhã desta segunda-feira, 19 de outubro, um corpo de um homem foi encontrado por um morador no distrito de Joassuba, interior de Ecoporanga,...