Plano Safra 2020/21: Governo do Estado e Banestes anunciam R$ 200 milhões para crédito rural

Foto: Rodrigo Araujo/Governo-ES

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, na manhã desta sexta-feira (24), a disponibilidade de R$ 200 milhões para financiamentos de crédito rural no Estado pelo Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), no Plano Safra 2020/21. Os recursos são destinados para produtores rurais fortalecerem as atividades agrícolas já consolidadas, além de incentivar novas culturas e criações.

Durante a solenidade virtual, transmitida ao vivo pelas redes sociais, o governador lembrou que o anúncio ocorre no Dia do Agricultor Familiar. “É muito bom fazer esse anúncio no dia de hoje. O Banestes operava pouco na agricultura e agora nossa ideia é disponibilizar esses R$ 200 milhões. Temos bancos importantes operando neste setor, mas o Banestes chega agora para dar suporte aos agricultores capixabas. As operações de crédito necessitam levar em consideração o impacto ambiental”, lembrou Casagrande.

Em consonância com a posição do governador, o Banestes segue uma política de responsabilidade socioambiental para operações de crédito rural, bem como um checklist de regularidade. A instituição também leva em consideração os produtores acusados de trabalho escravo. “Ao analisar o crédito é preciso analisar se existe alguma agressão ao meio ambiente. O banco precisa ser um instrumento que cuida do meio ambiente”, acrescentou Casagrande.

No Banestes, a safra de 2019/2020 foi fechada com o volume aplicado de R$ 190 milhões em crédito rural, distribuídos em 3.600 contratos. Como novidade para esta Safra, foram reduzidas as taxas de juros dos financiamentos nas modalidades de custeio agrícola e pecuário, para todos os portes de produtores, que passam a ser: 2,75% a.a. (ao ano) para Custeio Pronaf (pequeno produtor); 5,0% a.a. para Custeio Pronamp (médio produtor); e de 6,0% a.a. para custeio a demais produtores.

O crédito estará disponível para o financiamento de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, aquisição de animais, renovação e implantação de lavouras, construção e reformas, aquisição de insumos, dentre outros.

O Banestes também possui importantes parcerias com empresas do mercado capixaba para financiamento de máquinas, equipamentos, peças e implementos agrícolas. As parcerias têm por objetivo assistir financeiramente os produtores rurais domiciliados no Espírito Santo e suas cooperativas, na aquisição de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas.

Na Safra 2019/2020, as parcerias promoveram liberação de R$ 4 milhões para estas finalidades. Para a nova Safra, que se encerrará em 30/06/2021, a expectativa é bastante positiva e prevê o financiamento de até 90% do valor do bem, com prazo de financiamento de até 60 meses e os encargos financeiros foram também reduzidos e serão a partir de 6,0% ao ano, conforme prazo e perfil da operação.

“O Banestes é um importante parceiro da produção agrícola e pecuária capixaba, atividade propulsora de desenvolvimento econômico e geração de renda no Espírito Santo. Temos o compromisso de manter o incentivo à produção agrícola, fomentar parcerias e oferecer as melhores condições de mercado para o crescimento deste relevante setor. Estamos atuando em prol dos produtores rurais e temos excelentes expectativas para o fechamento da nova Safra”, afirmou o diretor-presidente do banco, José Amarildo Casagrande.

Cooperação técnica

Outra novidade para o Plano Safra 2020/2021 é a celebração do novo Convênio para Prestação de Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural para concessão de Crédito Rural entre o Banestes e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). A finalidade do convênio é a execução de programas de crédito rural conjugados com assistência técnica e extensão rural, elaboração de laudos de avaliações de bens e periciais, em conformidade com o Manual de Crédito Rural (MCR) e demais legislações e normas vigentes, sempre em consonância com os objetivos fixados pelos Governos Federal e Estadual.

Para o diretor-presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado, a formalização desta parceria tem uma importância enorme, especialmente neste momento. “A agricultura familiar capixaba é responsável por boa parte da produção de alimentos. Cerca de 75% dos estabelecimentos rurais do Espírito Santo estão nas mãos dos agricultores familiares, que ocupam apenas 33% da área agrícola do nosso Estado. Em pouco espaço, nossos agricultores produzem uma enorme diversidade de alimentos com qualidade e em quantidade. Valorizar o segmento responsável por boa parte do que chega na nossa mesa é também valorizar a economia”, observou.

Machado lembra ainda que o Incaper e Banestes têm suas histórias marcadas por ações relacionadas ao crédito rural. “O Incaper começou com a extinta Acares [Associação de Crédito e Assistência Rural do Espírito Santo]. E o Banestes nasceu como Instituto de Crédito Agrícola do Espírito Santo. Além disso, as duas instituições são as mais capilarizadas do Espírito Santo: Incaper e Banestes estão em todos os 78 municípios, contribuindo para fazer o rural capixaba cada vez mais forte”, pontuou o diretor-presidente do Instituto.

Saiba mais sobre os produtos de Crédito Rural que o Banestes oferece – condições vigentes até 30/06/2021:

Custeio agrícola e pecuário – PRONAF – Pequeno produtor
Taxa: 2,75% a.a a 4,00% a.a
Prazo: até 24 meses

Custeio agrícola e pecuário – PRONAMP – Médio Produtor
Taxa: 5,00% a.a
Prazo: até 24 meses

Custeio agrícola e pecuário – Demais produtores
Taxa: 6,00% a.a
Prazo: até 24 meses

Investimento agrícola e pecuário
Taxa: de 6,00% a 8,00% a.a
Prazo: até 60 meses

Funsaf

Na ocasião, a Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), em parceria com Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, lançou o 3º edital do Fundo Social de Apoio à Agricultura Familiar (Funsaf). Serão destinados R$ 3 milhões às ações que objetivam qualificar a estrutura produtiva das associações e cooperativas de agricultores familiares do Espírito Santo, por meio de apoio a projetos voltados para a produção, agroindustrialização, beneficiamento e comercialização dos empreendimentos.

O governador Casagrande destacou que o Governo do Estado atua firmemente ao lado dos produtores capixabas. “Estamos potencializando o Calçamento Rural, Caminhos do Campo, o Terra Firme, que será lançado, além da construção de pontes e barragens. Mas também não podemos esquecer a assistência técnica e a extensão rural. O Funsaf é um dos programas de resgate da agricultura familiar e da assistência aos agricultores. Um dos caminhos para o nosso desenvolvimento é a atividade do campo”, reforçou.

O secretário de Estado de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, também comemorou a iniciativa, que fortalece a agricultura familiar. “Este é o maior edital da história do Funsaf com a possibilidade de ter o valor dobrado mediante o repasse de recursos do BNDES. São recursos do Governo do Estado, operacionalizados graças à união de vários esforços. Dessa forma, nós integramos cada vez mais as ações entre as entidades do Governo e beneficiamos os agricultores do nosso Estado”, afirmou.

Leia mais

Missas, lives e procissão marcam os 100 anos das obras da Catedral Metropolitana de Vitória

Por conta da pandemia, os festejos serão realizados pelas redes sociais. No dia 7, seis padres da Arquidiocese de Vitória farão uma live com...

Tiroteio deixa três mortos em Conceição da Barra

Dois homens e uma mulher foram mortos em um tiroteio na madrugada desta quarta-feira (19) em Conceição da Barra, no Norte do Espírito Santo....

Teste para Covid-19 integra quadro de cobertura obrigatória de planos de saúde

O exame é feito com o uso de amostras de sangue, soro ou plasma. –...

Leia também

INDICADORES: Boi gordo registra redução no preço nesta segunda-feira (21)

A cotação da arroba do boi gordo começou a segunda-feira (21) com queda de 1% e o produto é negociado a R$ 248 em...

INDICADORES: Café arábica começa a semana com queda no preço

A saca de 60 quilos do café arábica começou a segunda-feira (21) com queda de 1,69% no preço e é vendida a R$ 544,82...

Buscando formação mais digital e inovadora de jovens, SENAI e Ministério da Economia lançam programa Aprendizagem 4.0

Com o mercado de trabalho em constante transformação digital, a capacitação de trabalhadores que atendam às exigências da indústria se torna cada vez mais...

Governo cria grupo de trabalho para gerir distribuição de vacina contra a Covid-19

Com o avanço das pesquisas para o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus, o governo brasileiro começa a preparar sua infraestrutura para...