PL cria marco regulatório para serviços de entrega e de motorista por aplicativo. Saiba mais

O projeto de lei 3.797/20, de autoria do deputado Júlio Delgado (PSB-MG), cria um marco legal para contratação de motoristas e entregadores por meio de aplicativos. 

Em análise na Câmara dos Deputados, a proposta estabelece como salário o valor mínimo de R$ 4,32 por hora e um valor adicional de acordo com a distância e os riscos à segurança do trabalhador. O valor seria reajustado a cada ano pela inflação. 

TCU faz análise do impacto da pandemia sobre os direitos previdenciários 

COVID-19: INSS autoriza prorrogação automática do auxílio-doença

Bolsonaro deixa transportes de passageiros por táxi ou aplicativo de fora do grupo de atividades consideradas essenciais

O PL prevê também a inclusão dos profissionais no Regime Geral de Previdência Social, garantindo a eles benefícios como auxílio-doença e auxílio-acidente. Em caso de hora extra após jornada de trabalho superior a 10 horas diárias, os trabalhadores receberiam o dobro do valor mínimo por hora.

Para se encaixarem no perfil da proposta do projeto de lei, os profissionais devem ser maiores de 18 anos, apresentar atestado de antecedentes criminais, estar em situação regular no Brasil, efetuar cadastro completo na empresa e apresentar cópia de documento de identificação. 
 

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Leia mais

Cadastro de artesão e renovação da carteira podem ser feitos pela internet

Com o objetivo de atender às demandas dos empreendedores do segmento artesanato em meio a pandemia...

Variedade de milho desenvolvida pelo Incaper tem boa adesão no Espírito Santo

Nesta sexta-feira (24) comemora-se o Dia Internacional do Milho. Em dezembro de 2018, o Instituto Capixaba...

Em ação conjunta, Polícia Militar e Polícia Civil prendem acusado de assaltar Pet Shop e Ótica em Barra de São Francisco

A Polícia Militar cumpriu na última terça-feira (11), um Mandado de Prisão contra o Wanderson Januário...

Leia também