PIAUÍ: Equipes de Atenção Básica realizaram 6,2 mil consultas de pré-natal com seis ou mais atendimentos por gestante em 2021

Compartilhe

Para prevenir e detectar precocemente doenças em gestantes e bebês, o Ministério da Saúde<\/a> recomenda que as mulheres tenham ao menos seis consultas de pré-natal durante a gravidez. No estado do Piauí, as equipes de Atenção Básica realizaram 6,2 mil atendimentos médicos que englobam essa quantidade mínima, entre janeiro e dezembro de 2021. Em todo Brasil, foram feitas 407,9 mil consultas de pré-natal no recorte de seis ou mais por gestante, no mesmo período. Os dados são do Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (Sisab). 

Ainda que a assistência esteja disponível pelo SUS em todas as regiões do país, o quadro de mortalidade materna e infantil acende o alerta das autoridades de saúde. Isso porque, segundo o Ministério da Saúde, grande parte dos óbitos ocorrem durante a gravidez ou por complicações durante o parto, sendo que 90% das causas, como hipertensão, hemorragia e síndromes infecciosas, são consideradas evitáveis com atenção à saúde precoce e de qualidade.

“O Ministério da Saúde acredita que a mortalidade materna é uma tragédia social sem precedentes. A perda de uma mãe significa a desestruturação total do núcleo familiar. Há uma frase que a gente veicula [em campanhas educativas] que diz o seguinte: ‘A cada mulher que morre, há uma família que sofre, uma comunidade que fica mais fraca e um país que fica mais pobre”, afirma a ginecologista, obstetra e diretora do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (DAPES), Lana de Lourdes Aguiar.

Com o propósito de reverter essa situação, o Ministério da Saúde vai investir, em 2022, mais R$ 624 milhões ao financiamento atual de R$ 977 milhões para reestruturar a rede de saúde materno-infantil brasileira. Na avaliação das autoridades de saúde, aprimorar a assistência oferecida da Atenção Primária à Atenção Hospitalar, desde o fortalecimento das maternidades até a criação dos ambulatórios de assistência a gestantes com alto risco para complicações, assegura à mulher o direito ao planejamento familiar, ao parto e ao puerpério e, às crianças, o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis. 

Garantir atendimento humanizado e mais próximo possível do cidadão, lembra Lana, é responsabilidade compartilhada pelo governo federal com estados e municípios. “O enfrentamento da mortalidade materna é uma causa dos gestores nas três esferas de governo, bem como de toda a sociedade. Aos estados e municípios cabe a organização da rede de atenção materna e infantil, de modo a atender as necessidades das gestantes e puérperas, ofertar acesso ao pré-natal de qualidade, à atenção ambulatorial e à atenção hospitalar”, ressalta a diretora do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas.

Benefícios do pré-natal

O pré-natal segue um protocolo para monitoramento da saúde da gestante e do bebê. Inclui anamnese (histórico de sintomas narrados pelo paciente sobre determinado caso clínico), exame físico e análise de exames laboratoriais e de imagem. Como o acolhimento é um dos eixos e diretrizes da Política Nacional de Humanização e de Atenção Obstétrica e Neonatal do Ministério da Saúde, os profissionais de saúde preparam as mulheres para a maternidade por meio de orientações sobre hábitos de vida e higiene pré-natal, conversam sobre a importância de manter o estado nutricional apropriado e sobre o uso de medicações que possam afetar o feto ou o parto. As consultas também tratam das manifestações físicas próprias da gravidez, servem de apoio psicológico para as futuras mamães e são um momento importante para a gestante tirar dúvidas e dividir preocupações e experiências.

“Não só financiamos as ações, como também estabelecemos diretrizes e orientações técnicas para o desenvolvimento de todas elas. Um dos nossos indicadores de desempenho é o pré-natal das gestantes. Há instrumentos e material de orientação para que as equipes se organizem e possam oferecer um bom cuidado, desde o necessário do ponto de vista de equipamento até a conduta clínica, ou seja, como tratar as patologias, doenças, como prevenir e reabilitar para esses dois grupos: mulheres e crianças”, detalha a diretora do Departamento de Saúde da Família (DESF), Renata Maria de Oliveira Costa.

“Queremos evitar que crianças fiquem órfãs, quando perdem a mãe na hora do parto, e que mães não percam seus filhos por conta de uma morte infantil que seria evitável se tivesse o cuidado adequado”, completa.

Na esteira de proporcionar e expandir o atendimento humanizado e integral, a Coordenação de Atenção à Saúde da Mulher, da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí<\/a> (Sesapi), realizou, em abril, treinamentos sobre assistência pré-natal com foco na estratificação do risco da gestante.

Destinado aos médicos e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família das macrorregiões de Saúde do Semiárido e Cerrados, os treinamentos trabalham com a melhora da assistência pré-natal prestada. 

As aulas e materiais do curso, ofertado online, estão disponíveis para download na página da Saúde da Mulher, no portal da Secretaria de Saúde do Piauí, saude.pi.gov.br<\/a>.

Foto: UnsplashFoto: Unsplash

Leia também

Perseguição a suspeitos de roubo a motorista de aplicativo termina com acidente e um baleado no Espírito Santo

    Perseguição a suspeitos de roubo a motorista de aplicativo terminou com um baleado em Vila Velha, ES Um motorista...

Ave-símbolo do estado de Goiás é encontrada em Barra de São Francisco

Uma Anhuma, também conhecida como Alicorne ou Iúna, foi encontrada nesta quinta-feira, 4 de agosto de 2022, em...

Brasil: ciclista morre atropelado por motorista que dirigia com CNH suspensa, diz polícia

      Ciclista foi arremessado com o impacto da batida — Foto: Divulgação/Guarda Municipal de Araucária Um ciclista de 45 anos...

Rio Branco-ES volta a se destacar e início de nova gestão tem saldo positivo

A grande final da Copa Espírito Santo 2022 por pouco não antecipou etapas do planejamento do Rio Branco-ES....

Beyoncé mudará letra de música de ‘Renaissance’ por reclamações de capacitismo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Beyoncé decidiu mudar a letra de uma das músicas do seu...

Forró da Terceira Idade em Barra de São Francisco foi espetacular

Um forró pra lá de espetacular aconteceu na tarde deste domingo (31), nas dependências do Ginásio de Esportes...

Espírito Santo chega a cinco casos confirmados de varíola dos macacos

O Espírito Santo chegou a cinco casos confirmados de varíola dos macacos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira...

Acidente com morte, furtos e afogamento foram os acontecimentos do final de semana em Nova Venécia

Na tarde de sexta-feira (29), no Córrego da Puaia, zona rural de Vila Pavão, uma pessoa foi vítima...