Pets incomuns recebem cuidados especiais no Espírito Santo

 

Um pato, um jabuti, um coelho e até um lagarto são alguns dos pacientes de um hospital diferente em Vila Velha, na Grande Vitória. No local, os veterinários cuidam de pets que não podem ser cuidados como gatos e cachorros, por exemplo, em outras clínicas veterinárias. Por isso, exigem um cuidado diferenciado. A reportagem é de Elton Ribeiro, do G1 ES.

A maioria dos pacientes são animais domésticos, que moram com tutores, mas exóticos à fauna brasileira.

“Os animais silvestres são todos aqueles que pertencem à fauna brasileira. Os exóticos não pertencem à fauna, mas por algum motivo foram trazidos de fora e são criados por humanos no Brasil”, explicou o veterinário Eduardo Lázaro.

Coelho tratado em hospital no ES

Coelho tratado em hospital no ES

Um dos casos é o do pato Astro, que é paciente do hospital e visitou o local nesta semana para uma consulta de rotina. Ele é criado pela terapeuta holística Izabel Cristina Assis há dois anos, que ganhou o animal de um amigo.

“Ele ficou doente aos seis meses e eu descobri o Eduardo [médico veterinário]. Foi um caso de amor com o hospital e a equipe. Eles cuidam do Astro desde os seis meses, com muito carinho e cuidado. Sempre que preciso viajar, eles cuidam dele”, contou a tutora, que levou o pet para fazer um check-up.

Terapeuta holística Izabel Cristina Assis leva o seu pet, o pato Astro, para ser cuidado em hospital no ES

Terapeuta holística Izabel Cristina Assis leva o seu pet, o pato Astro, para ser cuidado em hospital no ES

A maioria dos atendimentos é de calopsitas, jabutis, coelhos e porquinhos da índia, como explicou o veterinário.

“Mas sempre tem uns casos diferentes. Recebemos recentemente um jacaré agarrado com anzol, perto do coração. Fizemos uma cirurgia para retirar o anzol e ele voltar à vida. Temos também o caso de um peixe-beta. O tutor queria que déssemos uma melhor qualidade de vida a ele, que tinha um tumor na nadadeira dorsal, que teve que ser retirado”.

Cirurgia em peixe-beta

Cirurgia em peixe-beta

O hospital existe há quatro meses e faz atendimento particular. Além de cuidar dos problemas de saúde e de fazer exames de rotina, a equipe também oferece tratamento de fisioterapia para os animais.

Ganso faz fisioterapia em hospital de pets exóticos no ES

Ganso faz fisioterapia em hospital de pets exóticos no ES

Atualmente, um ganso está precisa deste atendimento porque foi prensado em um portão, e precisa ficar em um tipo de ‘cadeirinha’ para recuperar um pouco dos movimentos. Tem até um mascote simpático, morador da clínica, que é o Tapioca, um carneiro.

“Conseguimos adaptar algumas coisas de cachorro e gato para eles, mas na maioria é melhor termos algumas coisas específicas, daí a importância de ter um hospital especializado neles”, considerou o médico veterinário.

Tapioca, carneiro que mora em hospital de pets exóticos no ES

Tapioca, carneiro que mora em hospital de pets exóticos no ES

Além dos animais exóticos, o hospital também ajuda o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e o Instituto de Meio Ambiente (Iema), recebendo animais que precisam de algum tratamento.

Um sagui, nativo da fauna brasileira, que tem um problema na coluna, está se recuperando no local. Outro animal nativo que recebe atendimento é uma jiboia, que está com a mandíbula quebrada.

Sagui, animal nativo brasileiro, é tratado em hospital para pets exóticos do ES, em parceria com órgãos ambientais

Sagui, animal nativo brasileiro, é tratado em hospital para pets exóticos do ES, em parceria com órgãos ambientais

“Os órgãos ambientais nos ligam, falam do caso ou trazem para atendimento, e se a gente ver que é um caso mais grave, que precisa de uma internação ou de uma cirurgia mais específica, a gente fica com eles para cuidar e fazer todo o tratamento. Como funcionamos 24 horas, às vezes os animais precisam de medicamentos de madrugada. Logo que eles se recuperem, entregamos de volta para que eles possam soltar esses animais, de novo, na natureza”, disse.

Lagarto cuidado em hospital de pets exóticos no ES

Lagarto cuidado em hospital de pets exóticos no ES

Lagarto tratado em hospital de animais exóticos no ES

Leia mais

Leia também