Petroleiro iraniano é atacado na costa da Síria


Petroleiro iraniano foi atacado, neste sábado, 24, na costa da Síria. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), que informou sobre o caso, ainda não identificou a origem do ataque e não deu informações sobre vítimas. A suspeita é que o petroleiro tenha sido atacado por drone ou mísseis.

O diretor da organização, Rami Abdel Rahmane, disse à AFP que “também não se sabe se foi um ataque israelense ou não”. Israel é o principal defensor da política dos Estados Unidos, contra o Irã e a Síria, na região.

  • Saiba mais sobre a guerra na Síria

“O petroleiro iraniano vindo do Irã estava parado não muito longe do porto de Banias no momento do ataque” e um de seus tanques foi atingido”, afirmou Rahmane.

A agência de notícias Sana, da Síria, afirmou que um incêndio eclodiu em um dos tanques de um petroleiro não identificado. O portal declarou que o barco “provavelmente” foi atingido por um ataque de drone, mas que o fogo agora está “sob controle”.

Israel tem um histórico de ataques de drones na região, utilizando-os contra tropas ligadas ao governo do presidente sírio, Bashar al-Assad, iranianas e o Hezbollah, do Líbano. O país apoiado pelos EUA tem interesse em impedir o apoio de outros países árabes à Síria.

Ajuda do Irã à Síria

A al-Alam TV, do Irã, informou que o petroleiro atacado foi um dos três que chegaram recentemente à Síria com o objetivo de ajudar o país diante da crise econômica vivenciada, em decorrência, ao mesmo tempo, da guerra, que destrói as forças produtivas, e do boicote promovido pelos EUA e Israel.

As forças contra o governo sírio tem buscado atacar instalações produtivas do país. Em fevereiro de 2020, quatro locais de petróleo e gás na província central de Homs foram atacados por drones armados, causando incêndios e danos materiais.

Também, numa operação de sabotagem, bombas explosivas foram colocadas em oleodutos sírios. Antes do conflito iniciado em 2011, a produção de petróleo bruto da Síria atingia quase 400 mil barris por dia. Em 2020, somou apenas 89 mil barris por dia, de acordo com o Ministério do Petróleo.

Síria repele ataque de Israel

As defesas aéreas do Exército Árabe Sírio responderam na quinta-feira, 22, a um ataque com mísseis israelenses nas proximidades de Damasco. A Agência Estatal de Notícias Árabes da Síria (SANA) informou que os sistemas de defesa antiaérea da Síria repeliram os ataques.

Segundo um militar síria, a agressão “resultou em ferimentos de quatro soldados e algumas perdas materiais”. Israel alegou que respondeu a um míssil disparado da Síria e que caiu no sul de Israel, perto de uma instalação nuclear.

No início do mês, Israel já havia realizado um ataque com mísseis contra a Síria.

Leia mais

Leia também