Petrobras reduz preço dos combustíveis nas refinarias, mas baixa não chega as bombas

A Petrobras anunciou diversas vezes, nas últimas semanas, a redução do preço da gasolina nas refinarias. Em meio a várias reduções consecutivas no preço do combustível o que se vê em Ecoporanga, norte do Estado, é desanimador para os consumidores da cidade.

Para o desânimo de toda população, a queda no preço dificilmente chega às bombas. Em Barra de São Francisco, por exemplo, o litro de gasolina mais barato é de R$ 4,09, preço registrado nesta quarta-feira, 18 de março.

O empresário de Ecoporanga, Gabriel, conta que se surpreendeu com o valor e resolveu ir em Barra de São Francisco, 50 km de distância entre os municípios, para abastecer e encher o tanque do seu veículo. “Geralmente eu abasteço por R$ 4,62 em minha cidade, a economia é pouca, mas já compensa”, afirma.

Apesar das recentes reduções no preço dos combustíveis nas refinarias, a mudança não parece animar os consumidores. Em Ecoporanga, o litro da gasolina comum varia de R$ 4,62 e pode chegar a R$ 4,69 entre os 4 postos de combustíveis da cidade.

“O desconto nunca chega na bomba, para mim está sempre caro. A única coisa que posso fazer é pesquisar o posto mais barato para abastecer”, comenta o servidor público Nilson, de 56 anos.

Os consumidores ecoporanguenses estão revoltados com os preços praticados pelos postos de gasolina da cidade, e prometem fazer um boicote aos postos se o preço do combustível não baixar, indo abastecer em cidades vizinha, onde o preço da gasolina está R$ 3,97 em Nova Venécia, R$ 4,09 em Barra de São de Francisco, e em Água Doce do Norte o litro da gasolina comum sai por R$ 4,28.

Leia mais

Leia também