Petrobras aumenta gasolina em 5,2% e diesel em 14,2%

Compartilhe

Foto: Reprodução/internet
Foto: Reprodução/internet

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANERIO, RJ (FOLHAPRESS) – Após resistir a pressão do governo, a Petrobras anunciou nesta sexta-feira (17) reajustes de 5,2% no preço da gasolina e de 14,2% no preço do diesel, alegando que o mercado de petróleo passou por mudança estrutural e que é necessário buscar convergência com os preços internacionais.

Após 99 dias sem aumentos, o preço médio da gasolina nas refinarias da estatal passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro. Já o preço do diesel passará de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro. O último ajuste ocorreu há 39 dias.

Na quinta (16), o conselho de administração da companhia rejeitou pedido do governo para evitar reajustes, defendendo que a definição de preços é atribuição da diretoria executiva. A reunião havia sido convocada a pedido do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

O pedido foi uma última cartada do governo para tentar evitar o aumento em meio ao esforço para aprovar um pacote de medidas para tentar reduzir os preços, que, segundo o presidente Jair Bolsonaro (PL), poderia baixar os preços da gasolina e do diesel em R$ 2 e R$ 1 por ltiro, respectivamente.

Na quarta (15), o Congresso concluiu a votação de projeto de lei que estabelece um teto para alíquotas do ICMS sobre os combustíveis, que pode reduzir o preço médio da gasolina em R$ 0,657 por litro, segundo projeção do consultor Dietmar Schupp.

Na semana que vem, o Congresso debate a chamada PEC dos combustíveis, que autoriza o governo a zerar impostos federais sobre a gasolina e compensar estados que se dispuseram a reduzir o ICMS sobre o diesel e o gás de cozinha.

Logo após a reunião do conselho, a Petrobras foi alvo de ataques de Nogueira e do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

O ministro pediu um “basta” e disse que a empresa “não pode abandonar os brasileiros na maior crise do último século”. O deputado disse que a empresa está em “estado de guerra” contra o Brasil e comparou reajustes ainda a “um bombardeio”.

Também na quinta à noite, em sua live semanal, Bolsonaro disse que um novo reajuste no preço dos combustíveis teria “interesse político para atingir o governo federal”. Na manhã desta sexta, ele voltou a criticar a empresa.

“A Petrobras pode mergulhar o Brasil num caos. Seu presidente, diretores e conselheiros bem sabem o que aconteceu com a greve dos caminhoneiros em 2018, e as consequências nefastas para a economia do Brasil e a vida do nosso povo.”

Em nota divulgada nesta sexta, a Petrobras disse que “é sensível ao momento em que o Brasil e o mundo estão enfrentando e compreende os reflexos que os preços dos combustíveis têm na vida dos cidadãos” mas que o mercado global de energia está “em situação desafiadora”.

“Com a aceleração da recuperação econômica mundial a partir do segundo semestre de 2021 e, notadamente, com o início do conflito no Leste Europeu em fevereiro de 2022, tem-se observado menor oferta e maior demanda por energia, com aumento dos preços e maior volatilidade nas cotações internacionais”.

A companhia afirmou ainda que, com os reajustes, “reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos da volatilidade das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Leia também

PCES prende casal suspeito de falsificar documentos para criminosos

  O Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic), em ação conjunta com a Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC), prendeu,...

Auxílio Brasil de no mínimo R$ 400 reduz a pobreza e injeta recursos na economia dos municípios

Desde a entrada em vigor, em novembro de 2021, o Auxílio Brasil vem contribuindo de forma decisiva para...

Barra de São Francisco sedia finais gerais da Copa A Gazetinha de 18 a 23 de julho

A 45ª edição da Copa A Gazetinha 2022 disputada na Categoria Juvenil (atletas nascidos em 2005 e 2006...

PF prende importador que usava Correios para trazer armas

Uma operação da Polícia Federal (PF) resultou na prisão de um homem que importava peças de armas de...

CEARÁ: Cuida Mais Brasil vai destinar R$ 9,2 milhões ao estado para fortalecer atendimento materno-infantil no SUS

Por meio do Programa Cuida Mais Brasil, os serviços de saúde no Ceará ganham reforço de R$ 9,2...

Ataque a tiros deixa um morto e outro ferido em praia do ES

Um homem morreu e outro ficou ferido em um ataque a tiros neste sábado na Praia de Parati,...

Artesãos de Vila Pavão já podem se inscrever para participar da 23ª Pomitafro

Os artesãos e artesãs do município, interessados em expor e...

Veja como funciona o divórcio online

No ano passado, com as restrições do segundo ano da pandemia de covid-19, a convivência de muitos casais...