Pesquisa mostra relação entre transmissão de covid-19 com deslocamento de trabalhadores pelo transporte público

Um estudo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) mostrou que a maior concentração de casos de Covid-19 em São Paulo está nos bairros onde as pessoas precisam trabalhar mesmo durante a pandemia. O maior número de casos que levaram à internação, está em bairros como Cidade Ademar, Brasilândia, Sapopemba e Capão Redondo, que são os mesmos com o maior número de moradores trabalhando e que precisam usar o transporte público.

A análise foi feito pelo Labcidade, laboratório da FAU, em parceria com o Instituto Pólis. O resultado é fruto do cruzamento de dados sobre novos casos de covid-19, disponibilizados pelo SUS, com os dados gerados pela companhia de transportes São Paulo (SPTrans), que opera o transporte coletivo na capital paulista.

Apesar da correlação encontrada, de acordo com os pesquisadores, não é possível afirmar se o contágio ocorreu no percurso do transporte, no local de trabalho ou no local de moradia do trabalhador.

 


Leia mais

Leia também