Pesquisa com amostras de esgoto constata queda da Covid-19 em BH e Contagem

O último resultado de um estudo realizado com amostras de esgoto de Belo Horizonte e Contagem, em Minas Gerais, concluiu que a incidência da Covid-19 nessas cidades alcançou o menor patamar desde o começo de junho. O último boletim de acompanhamento divulgado pelos pesquisadores, referente a semana de 10 a 14 de agosto, estima que a população infectada na capital mineira alcançou 170 mil pessoas. 

A redução foi significativa visto que na semana de 20 a 24 de julho o levantamento estimou um total de 850 mil contaminados em Belo Horizonte, cinco vezes a mais do último resultado. O projeto Covid Esgotos é uma ação conjunta entre a Agência Nacional de Águas (ANA), órgãos do governo de Minas Gerais e pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A estimativa de casos da doença é feita a partir da análise da carga viral das amostras coletadas. O estudo abrange todas as regiões da capital e parte de Contagem. 

Sérgio Ayrimoraes, superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da ANA, afirma que a pesquisa, que é realizada desde abril, é uma importante ferramenta de monitoramento de ocorrências da Covid-19. Segundo ele, a grande maioria dos testes diagnósticos do governo são realizados apenas com pacientes sintomáticos e o estudo consegue estimar todas as formas de infecção da doença.

“Com essa metodologia, baseada no material genético dos vírus encontrados nos esgotos, é possível estimar tanto o número de casos dos portadores sintomáticos como os que são assintomáticos”, explica Ayrimoraes. 

Em Contagem, os resultados encontrados também foram satisfatórios. No município, os registros do novo coronavírus caíram de 80 mil, na semana de 27 a 31 de julho, para 40 mil, no período entre 10 e 14 de agosto. Os pesquisadores à frente do estudo afirmam que o monitoramento é um método eficaz, capaz de auxiliar os gestores públicos na implementação de políticas públicas no enfrentamento ao novo coronavírus. Segundo eles, os resultados encontrados têm coincidido com a curva epidemiológica dos casos oficiais da doença. 

Na última quarta-feira (26), o estado de Minas Gerais alcançou o patamar de 201.973 de infectados e 4.948 óbitos pela Covid-19. Apesar da alta incidência, Marcelo Cabral, subsecretário-adjunto de Saúde do estado, alega que os casos vêm caindo, mas alerta para que a população não relaxe em relação ao distanciamento social.

“Estamos vendo uma melhoria, mas é importante insistir neste momento que as pessoas não relaxem e não percam a cautela em relação ao distanciamento social, à utilização de máscaras e a higiene”, defende. 

Análises de amostras de esgoto auxiliam gestores no enfrentamento à Covid-19

MS lança estratégia para cuidados com a saúde mental durante a pandemia

Dados oficiais

Os dados oficiais divulgados pelo governo de Minas Gerais colocam Belo Horizonte e Contagem como os municípios mineiros no primeiro e quarto lugar, respectivamente, das cidades do estado com a maior quantidade de casos do novo coronavírus, com 31.840 e 6.725 registros. O número está bem abaixo do encontrado na pesquisa Covid Esgotos, o que sugere que a incidência da doença é bastante superior aos dados oficiais. 

Foto: Zig Koch / Agência Nacional de Águas

Leia mais

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sul do país tem tempo aberto, nesta quinta-feira (27)

Previsão de tempo aberto e temperaturas elevadas em boa parte da região Sul do país, nesta quinta-feira (27). O dia começa com nevoeiros entre...

Jovem Eduardo morre ao bater de moto contra poste em Vila Pavão

Um motociclista morreu após sofrer um acidente na noite deste sábado, 13/06/2020, em Vila Pavão. Segundo a PM, a vítima foi identificada como Eduardo...

FNE já aplicou metade da verba emergencial para empresas do nordeste

Até o começo deste mês, cerca de metade dos recursos emergenciais do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) já havia sido contratada. No...

Leia também