Peruanos marcham contra a candidata de extrema-direita Keiko Fujimori


TeleSur Milhares de peruanos fizeram uma manifestação no sábado para expressar sua rejeição à candidatura presidencial de Keiko Fujimori, a quem consideram uma ameaça à democracia no país sul-americano.

A passeata foi realizada sob o lema “Pelo Peru, Keiko não”, e aconteceu tanto na capital Lima, quanto em diferentes partes do país, que irá às urnas no dia 6 de junho para eleger um novo presidente.

Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori e indicada pela direitista Fuerza Popular, ficou em segundo lugar nas eleições de 11 de abril e enfrentará o candidato do Peru Libre, Pedro Castillo, vencedor do primeiro turno e que aparece primeiro nas pesquisas.

Cidadãos que participaram da marcha de sábado argumentam que a eventual vitória de Fujimori significaria a vindicação da ditadura mais sangrenta da história do Peru.

Os presentes afirmaram a ditadura do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000), que deixou milhares de mortos, dezenas de milhares de desaparecidos e prisões arbitrárias.

Além do registro da prática da esterilização de milhares de mulheres e de uma administração que roubou milhões de dólares.


Leia mais

Leia também