Pernambuco e Ceará receberão R$ 61,5 milhões para obras de distribuição de água

Compartilhe

MDR garante R$ 61,5 milhões para obras de distribuição de água no Nordeste

– Foto:
Divulgação/MDR

O Cinturão das Águas do Ceará e o Ramal do Agreste Pernambucano receberão investimento de R$ 61,5 milhões para garantir o abastecimento de água para locais que sofrem com longos períodos de seca. Deste total, o Governo Federal investiu R$ 41,1 milhões no Ceará, e R$ 20 milhões para o estado de Pernambuco. Os recursos, do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), são para assegurar a continuidade e celeridade das obras nas regiões.   

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destaca a importância da destinação de recursos ao Trecho I do Cinturão das Águas do Ceará. “Além da a importância de garantir segurança hídrica a todas essas pessoas, estamos fomentando a manutenção de empregos e contribuindo com a economia local, sobretudo nesse momento de pandemia causada pela Covid-19. É o compromisso do Governo Federal com o povo do Nordeste”. 

O Cinturão das Águas, executado pelo Governo do Ceará com apoio financeiro da União, beneficiará 4,5 milhões de moradores só na Região Metropolitana de Fortaleza. Os 53 quilômetros prioritários já estão aptos a transportar as águas do São Francisco.

Os recursos são destinados ao Trecho I do CAC, que tem 145 quilômetros de extensão, e serão liberados de acordo com a execução das obras. Os 53 quilômetros prioritários já estão aptos a transportar as águas do São Francisco à Bacia do Rio Jaguaribe e, posteriormente, ao Açude Castanhão. A previsão é que essa entrega comece a ser feita até agosto deste ano.

Água para 2,2 milhões de pernambucanos

Com os recursos de mais R$ 20 milhões nos últimos dias, o Ramal do Agreste vai garantir água a região de maior escassez hídrica em Pernambuco. A obra que levará águas do Projeto de Integração do São Francisco já atingiu 54,95% de execução física. 

Hoje, parte dos trabalhos em campo está concentrada na Estação de Bombeamento, estrutura que ajudará a superar uma diferença de nível de 220 metros para a passagem da água. As equipes também atuam na construção de 43,4 quilômetros de canais, seis túneis, cinco aquedutos, uma adutora de 7,2 quilômetros e dois reservatórios. No total, os serviços empregam 2,6 mil trabalhadores.

Mais de 2,2 milhões de moradores de 70 cidades na região serão atendidos, incluindo os municípios de Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Belo Jardim e Arcoverde.

 

Leia também

PIX Saque e PIX Troco: mapa mostra onde fazer operações no Espírito Santo

Lançados em novembro de 2021, as funções PIX Saque e PIX Troco têm tido baixa adesão entre os...

Pablo Oliveira é campeão da Prova de Laço na festa de Água Doce do Norte

Aconteceu no último final de semana, 06, 07 e 08 de maio, a festa de emancipação da cidade...

TSE simula ataque hacker em urnas eletrônicas em meio a ofensiva de Bolsonaro

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) realiza nesta semana novos testes com ataques controlados aos...

SEDH lança editais para implantação de quatro Centros de Referência de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), lançou, nesta quinta-feira (12), os editais para a...

Espírito Santo alerta para baixa adesão às campanhas de vacinação contra gripe e sarampo

A menos de um mês para o fim das campanhas de vacinação contra a gripe e o sarampo,...

Pix bate novo recorde de transações diárias, com 73 mi de transferências

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Pix, sistema de pagamento eletrônico instantâneo, bateu um novo recorde de transações...

Dólar tem pausa na alta da cotação: mercado analisa ata do Copom

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar abriu esta terça-feira (10) com leve queda frente ao real, à...