Pela primeira vez na história, China é colocada no alvo da política militar dos EUA e demais países ocidentais


A reunião de cúpula da Otan – Organização do Tratado do Atlântico Norte, realizada nesta segunda-feira (14), em Bruxelas, com a presença do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, apontou a China como alvo de sua preparação militar. 

A cúpula, que reuniu os 30 países membros, considerou que as ambições militares da China são crescentes e que representam “desafios que devem ser enfrentados”, informa O Estado de S.Paulo.

Foi a primeira vez que a Otan apresentou a política de defesa da China como alvo de conflitos por parte da organização militar ocidental. 

Biden, que participou da cúpula da Otan, tem enfatizado que a prioridade da sua política externa é enfrentar o que considera “poderes autoritários”, especialmente a  Rússia e a China.

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que o orçamento militar da China perde no mundo apenas para o dos Estados Unidos, e que a China está construindo rapidamente suas forças militares, incluindo sua marinha, com tecnologias avançadas.

Em uma discussão sobre “ameaças multifacetadas” e “competição sistêmica de poderes assertivos e autoritários” no início do documento, a Otan afirma que “as ações agressivas da Rússia constituem uma ameaça à segurança euro-atlântica” e que a China tem “ crescente influência” China e “as políticas internacionais podem apresentar desafios que precisamos enfrentar juntos como uma aliança”.

Em outro trecho, o documento da Otan diz que a China apresenta “desafios sistêmicos”, para a “ordem internacional baseada em regras”.

A Otan também cita o arsenal nuclear em expansão da China e sistemas de entrega mais sofisticados, bem como sua marinha em expansão e sua cooperação militar com a Rússia.

O canal Cortes 247 reúne clipes com os melhores momentos das entrevistas e dos programas jornalísticos da TV 247, que produz mais de dez horas diárias de conteúdo jornalístico original. Este é o único canal oficial de cortes da TV 247, que conta com direitos de uso desse mesmo conteúdo. Todos os direitos reservados.

Jen Stoltenberger, secretário geral da Otan

Jen Stoltenberger, secretário geral da Otan (Foto: Agência Brasil)

Leia mais

Leia também