Pedrinho Godoy denuncia suposto esquema de pagamentos irregulares na prefeitura de Barra de São Francisco

Pedrinho Godoy

O francisquense Pedrinho Godoy usou as redes sociais para denunciar um suposto esquema de pagamentos irregulares na Secretaria Municipal de Educação de Barra de São Francisco.

De acordo com a denúncia, professores contratados estão recebendo salário acima do que foi definido em portaria da própria prefeitura.

Ele disse também que recebeu informações de que um ex-diretor escolar continua recebendo o salário de diretor mesmo após ter deixado o cargo.

“Não acredito, é sério mesmo que dentro da nossa rede educacional SEMEC existe um grupo de privilegiados que recebia como P5 sendo que o edital era como P4?! E Todos os professores recebiam como P4.
Diretor que não é mais diretor e ainda recebendo gratificação de diretor?!!! Falei que não iria me meter mais mas….
Que vergonha, Saindo do mandato e deixando um monte de ações judiciais nas costas do próximo Prefeito em Alencar
. Chega logo dia 01/01/2021″, escreveu Godoy.

Após a denúncia, o prefeito Alencar Marim (Podemos) publicou uma portaria instaurando uma sindicância para apurar eventuais pagamentos irregulares. Veja abaixo a portaria.

Neste segunda-feira, 14 de dezembro de 2020, Pedrinho voltou a cobrar explicações do prefeito. Veja abaixo:

ESTAMOS ESPERANDO UMA RESPOSTA!!

Senhor Prefeito de BsFsco

Alencar Marim

, a população ainda está aguardando a sua explicação do porquê que a funcionária contratada que recebia como P5 com 50h, saiu da SEMEC quinta-feira desorientada e pediu até exoneração do cargo quando soube que tinha caído na boca do povo por ter sido agraciada pelo alto escalão do seu governo na educação de nossa cidade. Em regra, quem não fez processo seletivo para essa carga horária não teria esse direito, explica para o povo porque somente ela e mais uns escolhidos a dedo convidados por sua comitiva recebia como P5 desobedecendo a própria portaria que o senhor mesmo fez, diminuindo o salário dos Professores da rede Municipal e agraciando gente de fora do nosso município como P5. E ainda foi para a rádio dizer que há indícios e querendo “calar a boca” de professor(a) que não gostou nada nada da situação e que foram para a rede social expor a situação que foi descoberto pelo próprio portal da transparência, explica por que tem ex diretor(a) recebendo como diretor(a) até hoje e está claro no portal da transparência. para ficar mais justo, chama o Ministério Público para ajudar nas investigações, porque, apenas comissão feita por funcionários do município irá ficar meio desacreditado pela população, não querendo menosprezar quem foi convidado para atuar nas investigações claro! Se quiser ajuda para implicar o MP é só falar que eu ajudo nisso..

Explica também, o porque deu 30 dias para apuração dos fatos, se a sua gestão não tem mais 30 dias, se quisesse realmente a honestidade e transparência que tanto prega seria o primeiro a resolver isso em tempo hábil não acha não?

Leia mais

Leia também