Pazuello destaca autonomia dos municípios no combate ao coronavírus

Começou a funcionar nesta segunda-feira (10) a Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19, na sede da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na zona norte do Rio de Janeiro. A unidade vai atuar aumentando a capacidade do Brasil em processar testes moleculares para detecção da covid-19 por meio do uso de plataformas automatizadas. Com a tecnologia, será possível emitir o resultado de até 15 mil testes moleculares por dia. 

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve presente na inauguração. Ele disse que o Brasil está realizando um esforço de guerra contra o novo coronavírus. Pazuello também destacou que estados e municípios têm autonomia para definir medidas de isolamento social.

Com interiorização da Covid-19, pesquisadores da Fiocruz propõem novos cenários de regionalização no RJ

Conselho Nacional de Saúde defende fim do teto de gastos

“Medidas preventivas e afastamento social são medidas de gestão dos municípios e dos estados. E nós apoiamos todas elas, porque quem sabe o que é necessário naquele momento precisa de apoio. E nós apoiamos. Mas, fica a lembrança, independentemente da medida que se tome, tem que estar aliada à capacidade de triar e procurar se as pessoas estão ou não com sintomas”, destacou.

No evento, o ministro também voltou a defender o tratamento precoce do novo coronavírus.

Foto: Carolina Antunes/Presidência da República

Leia mais

Leia também