Paulistão 2020 deve voltar no dia 22 de julho sem público e com divisão de estádio

O protocolo elaborado pela Federação Paulista de Futebol (FPF) para o retorno dos jogos do Campeonato Paulista inclui, entre outras medidas, o confinamento das 16 equipes participantes do torneio e a divisão dos estádios em “zonas”, de acordo com a permissão de acesso.

O documento, nomeado “Protocolo de Operação de Jogo”, tem aprovação da Comissão Médica da FPF e também dos departamentos médicos de todos os clubes envolvidos. Com isso, a federação enviou ao governo de São Paulo o pedido para que o Paulistão volte no dia 22 de julho, sem público nas arquibancadas.

O campeonato foi paralisado em 16 de março e ainda tem 24 jogos a serem disputados em seis datas – duas rodadas do fim da primeira fase, quartas de final, semifinal e dois jogos das finais.

Veja abaixo alguns detalhes do protocolo:

Divisão em zonas

Os estádios envolvidos nos jogos do Paulistão serão divididos em três zonas: azul, vermelha e amarela, sendo que a azul é a mais próxima do campo de jogo, e a amarela a mais distante.

A zona azul é aquela que compreende todos os locais pelos quais passarão jogadores, comissões técnicas e árbitros: corredores, vestiários, áreas de acesso, túneis, bancos de reservas e o campo de jogo;

A zona vermelha é todo o restante do interior do estádio, que poderá ou não estar ocupado: arquibancadas, área de imprensa, cabines, salas administrativas e operacionais, entre outros espaços;

A zona amarela é fora do estádio, no entorno dele, incluindo tudo que estiver envolvido com a operação do jogo: pontos de acesso e credenciamento, estacionamentos, etc.

Número de pessoas

As pessoas envolvidas em cada parte da operação terão credenciais específicas para o acesso às respectivas zonas. No total, serão menos de 200 profissionais credenciados.

Zona azul: máximo de 101 pessoas, incluindo jogadores, comissões técnicas, árbitros, gandulas, maqueiros, delegados da FPF, médicos e outros envolvidos diretamente no jogo;

Zona vermelha: máximo de 65 pessoas, incluindo bombeiros, diretorias dos dois clubes, funcionários que participam da transmissão da TV, seguranças, equipes de apoio e limpeza, árbitros do VAR, entre outros;

Zona amarela: máximo de 27 pessoas, incluindo policiamento, seguranças, funcionários de manutenção, entre outros.

Estádio do Morumbi no dia de São Paulo x Santos, na última rodada antes da quarentena — Foto: Alexandre Lozetti

Limpeza

Cada zona terá um protocolo diferente de higienização. No caso da zona azul, que compreende o campo de jogo, o clube mandante terá de providenciar limpeza completa da área 24 horas antes da partida. Vestiários serão desinfectados e isolados até a chegada das equipes, e todas as áreas que podem ser tocadas com as mãos (até mesmo as traves) também passarão por desinfecção.

Fases do jogo

A operação será dividida em quatro fases. Antes do reinício do Paulistão, os clubes terão de apresentar uma lista com os nomes de todos os funcionários que podem participar dos jogos. Cartazes informativos e dispensadores de álcool em gel serão colocados em diversos pontos dos estádios. O uso de máscara é obrigatório em todas as zonas.

As fases são as seguintes:

Dias que antecedem o jogo: quando serão conferidas as listas de funcionários enviadas pelos clubes, a revisão do estádio quanto aos cartazes informativos e medidas de higiene, além da limpeza e desinfecção das áreas envolvidas na partida;

Pré-jogo: nesta fase, três portões serão liberados, um só para as delegações, outro para os funcionários da transmissão e outras operações, e um terceiro para os demais profissionais. Todos devem entrar de máscaras e terão suas temperaturas medidas na entrada. Os roupeiros e responsáveis pela organização dos vestiários podem chegar três horas antes dos jogos;

O jogo: fase que começa na chegada das equipes e árbitros ao estádio. Haverá distanciamento nos bancos de reservas, e as bolas serão constantemente desinfectadas pelos gandulas. Os jogadores precisarão trocar todo o uniforme no intervalo. Apenas os jogadores em campo, técnicos e trio de arbitragem poderão estar sem máscaras;

Pós-jogo: as delegações deverão aguardar o protocolo de saída em ambiente ao ar livre. A equipe visitante deixará o estádio primeiro, seguida pela equipe mandante e pelo trio de arbitragem. Os clubes voltarão diretamente a seus locais de concentração.

Luxemburgo, em teste para Covid-19 na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Testes positivos

Se algum jogador, membro da comissão técnica ou funcionário testar positivo para Covid-19, o protocolo será o mesmo aprovado pela FPF para a volta aos treinos, no mês passado. As medidas incluem o isolamento imediato do indivíduo infectado, a análise prévia de quem teve contato com ele e exames em quem teve contato direto por mais de cinco minutos.

Fonte: Globo Esporte

Paulistão 2020 deve voltar no dia 22 de julho sem público e com divisão de estádio

Corinthians x Ituano, antes da paralisação, já foi realizado sem torcida em Itaquera (Foto: Agência Corinthians)

Leia mais

Brasil ultrapassa 211 milhões de habitantes

O Brasil superou em julho a marca dos 211 milhões de habitantes. De acordo com a nova estimativa oficial do IBGE, que será divulgada hoje, o...

Pássaros, alvo de tráfico, são devolvidos à natureza pelo Ibama

A maioria das aves apreendidas era da espécie Canário-da-terra – Foto: Reprodução/Ian...

Água Doce do Norte chega a 106 casos positivos de Covid-19

O número de 100 pessoas contaminadas com o coronavírus em Água Doce do Norte já foi ultrapassado, a marca negativa que no início parecia...

Espírito Santo chega a 3.404 mortes e 113.099 curados com 123.273 casos confirmados de Covid-19

O Espírito Santo registrou, até esta sexta-feira (18), 3.404 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 123.273. O índice de letalidade...

Leia também

Lançado programa Mineração e Desenvolvimento que vai estimular retomada do País

Palavras do Ministro de Estado de Minas e Energia, Almirante Bento Costa Lima Leite Albuquerque Junior. Foto: Carolina Antunes/PR O Governo Federal lançou, nesta segunda-feira...

Eleições 2020: A disputa nas terras do garimpo de minérios

A extração de minério pelo Brasil gera uma enorme quantia de recursos para a região de onde os diversos tipos de minerais são garimpados....

Ministério da Saúde libera recursos para 77 municípios

O Ministério da Saúde repassou R$ 21,3 milhões para 77 municípios reforçarem o enfrentamento à Covid-19 nas comunidades e favelas. Entre os objetivos do...

Conselhos de direitos dos idosos vão poder emitir declaração de funcionamento para instituições de longa permanência

Conselhos estaduais e municipais de direitos da pessoa idosa ou de assistência social vão poder emitir declaração de funcionamento das Instituições de Longa Permanência...