Patrimônios históricos serão recuperados com apoio da iniciativa privada

Forte Nossa Senhora dos Remédios

Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha Foto: Carlos Scorzato/ipatrimonio.org

O governo brasileiro trabalha para restaurar e recuperar patrimônios históricos com apoio da iniciativa privada. É o objetivo do Programa Revive. Quatro locais já foram escolhidos para fazer parte da ação: Fortaleza de Santa Catarina, em Cabedelo (PB); Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha (PE); Forte Orange, na Ilha de Itamaracá (PE); e Fazenda Pau D’Alho, em São José do Barreiro (SP).

E, agora, já definidos os primeiros locais contemplados pelo Revive, o próximo passo é a contratação do estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Esse estudo, segundo o Ministério do Turismo, é necessário para a elaboração dos editais de licitação, que deverão conter os valores de outorgas e os tempos de concessão. 

Os locais beneficiados receberão, ainda, recomendações do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) sobre quais intervenções serão possíveis em cada imóvel, respeitando traços arquitetônicos e históricos.

Os novos passos do programa foram apresentados durante videoconferência realizada com o Ministério do Turismo, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (SPPI).

O Revive está incluído no PPI, o Programa de Parcerias de Investimentos, e conta com recursos privados a partir de contratos de concessão pública. Vale destacar que concessão não é privatização. Os imóveis seguem sob domínio do Estado.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou a importância do programa para todos envolvidos. “Todo mundo ganha com esse modelo de concessão. O Governo Federal deixa de ter aquela atribuição, aquela necessidade da manutenção daquele espaço. Ganha também a iniciativa privada, porque esse modelo permite que uma atividade possa ser exercida naquele espaço histórico. Ganha também o turista, porque aquele patrimônio histórico, que muitas vezes estava sendo degradado, se torna ali um ponto turístico importante”, explicou o ministro.

Além de recuperar patrimônios culturais, o Revive também pode ajudar na geração de emprego, renda e promoção do turismo, afetado neste momento, de pandemia da Covid-19.

“Isso vai passar. Existe o Ministério do Turismo em ação, sem descasar um minuto, trabalhando para garantir o não desmonte do setor do turismo, a sustentabilidade das empresas, dos empregos e também já preparado para fazer uma retomada com todos os protocolos de biossegurança, para transmitir mais confiança e segurança aos turistas brasileiros”, disse Marcelo Álvaro Antônio.

Programa Revive

O programa foi criado em Portugal. O acordo para implementar o Revive aqui no Brasil foi assinado em março deste ano entre o Ministério do Turismo do Brasil e o Ministério da Economia de Portugal, durante uma visita do ministro Álvaro Antônio àquele país.

O acordo tem validade de dois anos, podendo ser renovado. Aqui no Brasil, a iniciativa conta com apoio das Secretarias da Cultura; e de Patrimônio da União; do Programa de Parcerias de Investimentos; e do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Com o programa, é possível que patrimônios em estado de deterioração sejam recuperados pela iniciativa privada; podendo, parte deles, serem transformados, por exemplo, em restaurantes ou outros atrativos turísticos.

“É um programa extremamente moderno que visa realmente o melhor aproveitamento dos patrimônios históricos do Brasil, tendo em vista que vai gerar ainda emprego e renda para a nossa população”, disse o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

 

Leia mais

13º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo homenageia cineasta brasileiro

A programação do 13º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo está aberta para convidados a partir desta quarta-feira (25). O evento, que vai...

Cadastros podem ser acessados para inclusão de documentos pendentes

Auxílio Emergencial já beneficiou 65,3 milhões de pessoas. Foto: Agência Brasil As pessoas que solicitaram o Auxílio Emergencial e apresentaram inconsistência no cadastro já podem...

Moradora do Rio de Janeiro procura parentes em Vargem Alegre/Barra de São Francisco

ELES ESTÃO A PROCURA DE PARENTES EM VARGEM ALEGRE Sônia Rael, moradora do Rio de Janeiro, procura por familiares que tem o sobre nome de...

Máquina da prefeitura de Ecoporanga passa por cima de motocicleta e quase atinge duas pessoas

Na tarde da última terça-feira, 14 de julho de 2020, por volta das 16h30, ocorreu um acidente na estrada que liga Ecoporanga ao Horto...

Leia também

Veiculo fica todo amassado ao tentar desviar de animal após capotar em Nova Venécia

Um acidente foi registrado na noite deste domingo (02/08/2020), no bairro Aeroporto, em Nova Venécia. Segundo informações, o motorista de um carro perdeu o...

Projeto prevê ampliação de inclusão digital entre jovens

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou uma publicação que traz diretrizes sobre a implantação do Programa Espaço 4.0, que...

Portaria cria cadastro eletrônico às instituições interessadas em aplicar o Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou uma portaria que institui o cadastro eletrônico de locais de aplicação para...

Consulta pública vai colher contribuições para Marco Legal do Saneamento

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) abriu consulta pública para que a sociedade civil e entidades do setor do saneamento possam contribuir com o...