Passa de 100 o número de notificações de leptospirose no Sul do Espírito Santo

Fortemente atingida pelas chuvas de janeiro deste ano, a região Sul do Espírito Santo já possui 107 notificações de casos de leptospirose, doença provocada por uma bactéria presente na urina do rato.

A preocupação é que novas enchentes agravem o quadro de contaminação pela doença. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), que está monitorando as ocorrências, das mais de cem notificações, seis casos de leptospirose foram confirmados e quatro estão sob investigação desde o dia 19 de janeiro até o início desta semana.

O Laboratório Central (Lacen) já recebeu 270 amostras de todo o Espírito Santo para a realização de exames, sendo que 48 casos foram confirmados e outros 215, descartados. Sete ocorrências seguem sob investigação.

A orientação é para que os moradores evitem o contato direto com a água das regiões alagadas. Os principais sintomas da leptospirose são febre, dor muscular, dor de cabeça, amarelão nos olhos e conjuntivite sem secreção.
Informações: G1/ES

Leia mais

Leia também