Parte de casa desaba no Espírito Santo e vendedor de picolé que passava pela rua fica ferido

Parede do segundo andar do imóvel, que estava em obras, acabou caindo. Homem teve ferimentos leves.

Parte de uma casa desabou no bairro Serra Dourada III, na Serra, na Grande Vitória, na tarde desta terça-feira (14). De acordo com a Defesa Civil do município, o imóvel estava passando por uma obra, que não contava com a análise de um profissional da engenharia.

Durante o desabamento, a parede do segundo andar da casa, que estava em construção, caiu em cima de um toldo. Um vendedor de picolés, que passava pelo local, acabou tendo ferimentos leves.

Um carro, que estava estacionado próximo à construção, também foi atingido pelos destroços, assim como a fiação elétrica. Em função do curto circuito, parte das casas do bairro ficaram sem energia e a concessionária EDP precisou ser acionada.

A Defesa Civil da Serra interditou o prédio e os imóveis ao redor em função do risco de novos desabamentos. Já a fiscalização de obras da Prefeitura embargou a obra.

Destroços da parede que desabou atingiram um carro e ficaram espalhados pela rua

De acordo com o coordenador da Defesa Civil municipal, Antônio Carlos Coutinho, o proprietário foi notificado para que um profissional da engenharia acompanhe o processo de restauração, evitando assim a ocorrência de novos acidentes.

Segundo Coutinho, como a obra não foi orientada por um engenheiro, ela não passou por análise do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea). A fiscalização por parte da Defesa Civil também não foi solicitada.

“As pessoas deixam de contratar um profissional achando que vai sair mais barato, mas acaba ficando mais oneroso. O proprietário assume o risco pessoal e gera um dano coletivo”, pontuou o coordenador da Defesa Civil.

Com informações da TV Gazeta

Leia mais

Leia também