“Parece uma gripe, uma dengue”, diz bancário curado do novo coronavírus em Boa Esperança

A prefeitura de Boa Esperança confirmou na tarde de terça-feira (14), que o único paciente que havia testado positivo para o novo coronavírus (Covid-19), está curado clinicamente.

Trata-se do bancário, Valdomiro Marinho Neto, de 31 anos. O caso foi confirmado no último dia 07 e, desde então, o paciente estava em isolamento domiciliar.

De acordo com Valdomiro, ele começou a sentir os primeiros sintomas na madrugada do dia 31 de março, 12 dias após ter tido contato com o primeiro caso confirmado em São Mateus. “Tive febre durante a noite e acordei com muita dor de cabeça, dores no corpo e indisposição. A tosse, eu já estava sentindo antes em função de uma gripe”, disse.

Após isso, o bancário fez o exame para saber se estava com coronavírus (Covid-19) e recebeu o diagnóstico no dia 07 de abril. Porém, segundo ele, os sintomas não duraram muito e não passaram dos relatados. “Não senti outras dores ou falta de ar. Foram somente esses sintomas, semelhante a uma gripe ou dengue. Tanto que na quinta-feira da mesma semana, dia 02, eu já não sentia mais nada. Me tratei apenas com paracetamol para dor e febre e um xarope para tosse”, disse.

Ao receber o diagnóstico positivo, o bancário logo se isolou, passou a dormir em quarto separado da esposa, a usar máscara sempre que fosse para outro cômodo e evitou contato até com o filho, porém, se manteve tranquilo. “Fiquei bem tranquilo. Desde o início, dos primeiros sintomas, eu já imaginava que poderia ter contraído o vírus pelo fato de ter tido contato com outros infectados”.

Ao comparar os sintomas com uma dengue, Valdomiro disse que o único que progrediu por mais tempo foi a perda do paladar, porém, isso não atrapalhou sua alimentação, e a tosse. “Eu tentava me alimentar, porque tudo perde o gosto, então você acaba perdendo um pouco a vontade comer, mas mesmo sem sentir o saber da comida, eu tinha uma alimentação normal, com café da manhã, almoço, café da tarde e jantar”.

Sobre os casos suspeitos no município, o bancário disse que teve contato com outras pessoas que demonstraram alguns sintomas da Covid-19, mas testaram negativo para o vírus. Já seu filho e esposa, apesar de também entrarem em isolamento domiciliar, não apresentaram sintomas da doença.

Quanto ao acompanhamento, Valdomiro falou que o Corpo de Bombeiros ligava para ele, no mínimo, a cada 48 horas e lamentou que a prefeitura de Boa Esperança, através do Controle Epidemiológico, entrou em contato somente duas vezes, sendo uma para falar o resultado do exame e outra para avisar que sua quarentena havia se encerrado.

Por fim, Valdomiro fez algumas recomendações à população. “Não entrem em desespero e não fiquem histéricos, se não a doença mental acaba com você. Sigam as orientações médicas e tenham a preocupação de ser uma doença normal e de que vai passar”.

Leia mais

Jovem morre em Mantena após cair com sua motocicleta em uma valeta

Um jovem conhecido como Guilherme, morreu na tarde desta sexta-feira, 15/05/2020, após perder o controle de...

Trânsito no entorno da Praça de Recreação sofrerá alterações

A prefeitura de Mantena através da Secretaria Municipal de Trânsito, visando melhorias no entorno da Praça de Recreação Edite Trindade de Souza Coelho, informa...

Conta Pra Mim: programa disponibiliza novas histórias e músicas para crianças

Objetivo é incentivar a leitura, reforçar os laços familiares, auxiliar o processo de alfabetização e, também, combater o analfabetismo Foto: Banco de Imagens Uma oportunidade...

Brasil passa de 1 milhão de casos de Covid-19

O Brasil chegou a 1.040.000 de casos de coronavírus na manhã de hoje, 20, mostra um boletim extra do levantamento feito pelo consórcio de veículos de...

Leia também