Parceria entre ITAIPU, DNIT e governo do PR deve garantir a execução de obras na chamada Estrada Boiadeira

Uma parceria firmada entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o governo do Paraná e a Itaipu Binacional deve garantir a execução de obras na BR-487, conhecida como Estrada Boiadeira.

A ideia é que, posteriormente, a rodovia faça a interligação com o Corredor Bioceânico, um trecho de mais de 2,4 mil quilômetros entre Campo Grande (MS) e o Porto de Antofagasta, no Chile. A iniciativa pode reduzir o tempo de viagem das exportações do Centro-Oeste brasileiro até os países do Oriente em até duas semanas.

Porto de Santos tem aumento de 5,2% na movimentação no mês de setembro

Produção de Fosfato em Pernambuco e na Paraíba será concedido a administração privada

Para viabilização do empreendimento, o valor investido pela Itaipu deverá ser de aproximadamente R$ 228 milhões. O Dnit será responsável pela realização do empreendimento até o momento. O órgão vai disponibilizar o projeto e supervisionar a execução das obras, que estará a cargo do governo estadual.

Os recursos deverão ser aplicados na implantação, reparação, restauração e pavimentação, além de Obras de Arte Especiais (OAE), em 47 quilômetros da BR-487. O trecho faz a ligação do município de Icaraíma com Umuarama, no noroeste do Paraná.

 

Foto: Divulgação

Leia mais

Leia também