Para Polícia Federal, Toledo e Accioly auxiliaram Aécio Neves em esquema de corrupção e lavagem

Ao concluir que Aécio Neves recebeu R$ 65 milhões em propina da Odebrecht e da Andrade Gutierrez, a Polícia Federal afirmou ao Supremo Tribunal Federal que o deputado teve como intermediários no esquema o empresário Alexandre Accioly Rocha e o ex-diretor de Furnas Dimas Toledo.

A Polícia Federal disse ter reunido indícios de que os três cometeram crime de corrupção e lavagem de dinheiro. Os fatos teriam ocorrido entre 2008 e 2011.

“Estão presentes indícios suficientes de autoria e materialidade de que Dimas Fabiano Toledo, ex-diretor de Furnas, entre 2008 e 2011, e Alexandre Accioly Rocha, sócio proprietário da holding AALU Participações e Investimentos, controladora da empresa Academia Bodytech, entre 2010-2011, intermediaram o recebimento de recursos indevidos por parte de Aécio Neves e, portanto, também praticaram o delito de corrupção passiva, tipificado no art. 317 do Código Penal”, escreveu o delegado Bernardo Guidali Amaral na conclusão do relatório.

A PF afirma que Dimas teria envolvimento por pagamentos feitos pela famosa offshore Klienfeld services limited, utilizada pela Odebrecht, para offshore Embercy Services Limited, indicada pelo parlamentar. Enquanto Accioly teria ligação por investimentos simulados na holding AALU Participações e investimentos, ou seja, mediante o emprego de mecanismos com o objetivo de ocultar e dissimular a natureza e a origem dos valores ilícitos.

E completa: “De modo similar, estão presentes indícios suficientes de que Dimas Fabiano Toledo, entre 2008 e 2011, e Alexandre Accioly Rocha, cometeram juntamente com Aécio Neves da Cunha, o delito de lavagem de ativos, também ficando sujeitos às penas do 1 ° da Lei nº 9.613/98.”

A PF diz que Odebrecht fez pagamentos de R$ 28,2 milhões por meio de dinheiro em espécie e também por meio do doleiro José Antônio Estevão Soares. Os repasses foram intermediados por Dimas Toledo, afirma a PF. Outro montante de R$ 1,7 milhão foi pago pela Odebrecht por meio de transferências no exterior a uma conta sediada em Singapura e que, segundo a investigação, pertence a Accioly.

A defesa de Aécio Neves divulgou seguinte nota a respeito do relatório da Polícia Federal que acusa o deputado de receber R$ 65 milhões em propina da Odebrecht e da Andrade Gutierrez.

A nota é assinada pelo advogado Alberto Zacharias Toron. Confira:

“A defesa do deputado Aécio Neves manifesta sua absoluta perplexidade com as absurdas conclusões do relatório elaborado por um delegado da PF. A obra investigada, relacionada à represa de Santo Antônio, era de responsabilidade do Governo Federal à época, ao qual o então governador fazia oposição, e foi realizada em Rondônia, portanto sem qualquer relação com o governo de Minas Gerais.

As temerárias e fantasiosas conclusões a que chega o Delegado são baseadas em delações espúrias, algumas delas sequer aceitas pelo MPF e em relatos de “ouvir dizer”.
Não há um singelo elemento de prova que as corrobore.

Na verdade, as diligências realizadas identificaram que a aventada conta mantida em Singapura, longe de ter qualquer relação com o Deputado Aécio, pertence a uma cidadã irlandesa que não tem nenhuma vinculação com os fatos sob investigação.

Ainda assim, o delegado insiste numa hipótese acusatória que não guarda conexão com a realidade ou com a lógica. Mais grave ainda, o relatório não aponta qualquer irregularidade que teria sido cometida pelo Deputado Aécio Neves. Assim, reitera-se, de forma veemente e enfática, a irresponsabilidade das conclusões lançadas no relatório, não tendo o Deputado Aécio qualquer vinculação com as aventadas obras de Santo Antônio. Dessa forma, a defesa confia no pronto arquivamento da presente investigação.”

Com informações de Márcio Falcão

Leia mais

Vacinação contra gripe em Nova Venécia por “drive thru” e em residências

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Venécia...

Fragmentos de óleo são vistos em Guriri e passarão por análise

Material vai para análise para identificar se faz parte do grande vazamento ocorrido na costa brasileira no final de 2019. 1 de 1 Pequenos fragmentos de...

Fluminense bate Flamengo nos pênaltis e conquista a Taça Rio

Gilberto comemora o gol do Fluminense sobre o Flamengo com os companheiros Extra O Fluminense surpreendeu o favorito Flamengo e conquistou a Taça Rio, nesta quarta-feira,...

Destinos nacionais serão os mais procurados após pandemia, diz pesquisa

Após o confinamento, destinos e serviços que proporcionem bem-estar e contato com a natureza são citados como segmentos...

Leia também

Instituto EDP lança 5º edição do Projeto Educação Empreendedora, que beneficiará 2.500 estudantes

Iniciativa ajudará escolas da rede pública do Espírito Santo a lidar com os efeitos da pandemia...

Oficinas artísticas da Secretaria de Cultura e Turismo de Nova Venécia acontecem pela internet

Os alunos das oficinas artísticas da Secretaria Municipal...

Inscrições para 26 mil vagas do Qualificar ES terminam nesta quarta-feira (15)

O cidadão que deseja se qualificar em casa...

Sebrae/ES oferece mentoria gratuita de apoio a projetos para concorrer ao Programa InovAtiva

Startups interessadas em inscrever seus projetos no InovAtiva,...