Pará: Hospitais remarcam consultas e procedimentos cancelados durante pandemia

Com taxa de ocupação de leitos de UTI em 53% e queda no número de novos casos de covid-19 por dia, o estado do Pará começa a desmobilizar hospitais que haviam sido adaptados para receber pacientes com a doença. Com isso, consultas e procedimentos que haviam sido cancelados estão sendo remarcados.

Em Belém, a Policlínica Metropolitana e a Santa Casa do Pará já voltaram ao cronograma normal de atendimentos e consultas. Procedimentos que haviam sido cancelados estão sendo reagendados. O mesmo ocorre em Ananindeua, com o Hospital Público Estadual Galileu e o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE).

Região Norte registra queda de 20% no número de mortes pela Covid-19

A desmobilização é possível, em parte, pela existência do Hospital de Campanha do Hangar, que recebeu 70% dos pacientes que antes estavam internados no hospital Abelardo Santos. Com a liberação do ambulatório, o hospital pôde retomar as atividades normais.

Na última quarta-feira (22), o Pará registrou 1970 casos novos de covid-19 e 28 novas mortes. No ápice da crise, o estado chegou a registrar 224 mortes em um dia.

Foto: Secretaria de Saúde do Pará

Leia mais

Leia também