Papa Francisco compara racismo a um vírus que sempre ameaça


“As expressões de racismo renovam nossa vergonha ao mostrar que os avanços da sociedade não estão garantidos para sempre”, destacou o Sumo Pontífice neste domingo (21), em mensagem postada no Twitter por ocasião do “Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação racial”. 

A data foi criada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1966 e é comemorada todos os anos para evidenciar a necessidade de um maior empenho na luta contra todas as formas de discriminação, informa a Prensa Latina.

A data escolhida lembra o massacre cometido em 21 de março de 1960 pela polícia do regime racista da África do Sul ao abrir fogo contra uma manifestação, com um saldo de 69 mortos e 180 feridos.

Papa Francisco

Papa Francisco (Foto: REUTERS/Remo Casilli)

Leia mais

Leia também