Palestinos adiam eleições legislativas de maio


O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, anunciou nesta quinta-feira (29), o adiamento das eleições legislativas palestinas de 22 de maio  devido à falta de permissão de Israel para que elas também pudesse ser realizadas em Jerusalém Oriental.

“Decidimos adiar as eleições legislativas até que seja obtida a aprovação (de Israel) para realizá-las na (parte oriental da) cidade de Jerusalém”, disse Abbas, sem dar uma nova data para o pleito.

O presidente palestino também disse que vai trabalhar “para formar um governo de união nacional” com outras facções “que aderem às resoluções internacionais”. Ele apelou à “comunidade internacional para que pressione Israel a parar suas práticas agressivas”.

As facções palestinas como o Hamas se opuseram nesta sexta-feira ao adiamento das primeiras eleições convocadas em 15 anos. 

“O adiamento das eleições legislativas contradiz o consenso nacional”, disse um porta-voz do Hamas, que chamou a decisão de “golpe”. 

Abbas reivindica o direito dos cidadãos de Jerusalém Oriental de votar – “como a capital eterna” de um futuro Estado palestino – e criticou o governo israelense por não permitir o voto na parte oriental da cidade, informa o UOL.

Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestina

Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestina (Foto: MOHAMAD TOROKMAN)

Leia mais

Leia também