Padre Edson se recupera da Covid-19 e agradece pela atenção, cuidados e orações recebidas

O Padre Edson Delfino agradeceu a todos pelas orações durante o período em que estava em tratamento devido a Covid-19.

Através de Mazinho do Hospital e do SiteBarra, o padre enviou um texto onde relata a experiência que teve no período de isolamento.

“Enfim chego ao final de um isolamento não desejado, mas necessário. Esses dias me trouxeram muitas oportunidades de reflexão, reconhecimento, recolhimento e uma profunda intimidade com Deus e comigo mesmo.

Pude perceber, que minha humanidade não é diferente da humanidade dos tantos irmãos ao meu redor. Mesmo sendo padre, reconhecido como o Cristo presente no meio do povo, este Cristo sofre, tem seus medos, vivenciei a experiência da insegurança, tive medo do pulmão ser tomado pela doença, fiquei inquieto, rezei, chorei, me senti fraco, senti solidão e no fundo se sentia agradecido por tanto cuidado de Deus revelado nas ações de tantas pessoas, que enviaram mensagens expressando tanto carinho.

Tive a oportunidade de refletir o quanto as pessoas que perderam seus entes queridos haviam sofrido. A família que zela é tomada pelo medo do que pode vir acontecer a qualquer hora. Uma situação meio que incerta, pois tudo é muito desconhecido e silencioso. Hora você tá bem e em seguida não tá tão bem assim.

Eu via no olhar dos meus mesmo de longe em uma escada, o medo do que poderia vir. Ao mesmo tempo os olhares passavam confiança e a certeza de que eu não estava sozinho. E assim, dia após dia fomos vencendo juntos cada etapa. Minha gratidão a Deus por ter cuidado de mim de tantas formas. Gratidão ao povo da Paróquia de São Francisco de Assis, colaboradores, leigos e religiosos (as).

A minha Diocese de São Mateus, aos meus irmãos de presbitério, em particular ao meu irmão de Paróquia, Padre Belmiro, por toda atenção, cuidado e oração. Ao meu bispo Dom Paulo pelo carinho, cuidado, atenção e oração mesmo de longe. “Você é um rapaz forte. Logo vai sair dessa”, disse ele.

Gratidão a minha família na pessoa da minha irmã Evaneide que enfrentou tudo comigo estando ao meu lado o tempo todo. Gratidão a Dr. Sabrina que me acompanhou do início ao fim nesse isolamento.

Gratidão Senhor pelo oportunidade de reconhecer o quanto sou pequeno e a importância em valorizar o quanto necessitamos uns dos outros. Gratidão a você de perto ou de longe, católico ou não que intercedeu por mim nesses dias. A cada desafio a oportunidade de aprender e valorizar as coisas simples da vida! #euvenciocovid19

Padre Edson Delfino”

Veja mais sobre Padre Edson em Barra de São Francisco

Missa de Domingo de Ramos foi de porta fechada ao público em Barra de São Francisco

 


Leia mais

Leia também