Organização Trump e braço direito de ex-presidente dos EUA são indiciados por crimes fiscais


A Organização Trump, pertencente ao ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, foi indiciada, junto com um de seus principais executivos financeiros, Allen Weisselberg, por crimes fiscais, após decisão de um júri de Nova York na noite desta quarta-feira, 30.

Weisselberg é acusado de receber benefícios, como um apartamento em Manhattan e carros de luxo, que não constavam em declarações fiscais. Ele trabalha para Trump há cerca de 50 anos.

Ao jornal norte-americano The New York Times, John Burke, ex-executivo de Trump, “Allen é um soldado. Ele era bom para fazer o que Donald queria que ele fizesse”.

Segundo a Folha de S.Paulo, “o indiciamento desta quarta é apenas a ponta do iceberg de uma investigação maior dos negócios de Trump, que deve ter mais desdobramentos em breve”.


Leia mais

Leia também