Organização Internacional do Trabalho alerta para drama do desemprego na América Latina


O Diretor-Geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, afirmou nesta sexta-feira (24) que a crise do coronavírus na América Latina deixou um panorama trabalhista complicado e que será necessário refletir sobre os rumos que está tomando a recuperação do emprego.

Ryder, falando na XXI Conferência Interamericana de Ministros do Trabalho, destacou que a taxa de desemprego é de 11%, alta demais para a região, de modo que ainda há muitos empregos a serem recuperados.

O representante da OIT afirmou que a pandemia ilustra as grandes carências do continente e do mundo neste setor e aponta como principais consequências “o desemprego, o subemprego e a inatividade, com um aumento acentuado da pobreza e da informalidade, e uma ampliação das desigualdades”, informa a Telesul.

(Foto: Wikicommons)