Operação Verde Brasil 2 completa 6 meses de atuação

Operação Verde Brasil 2 completa 6 meses de atuação

A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Defesa com o emprego de militares das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem Foto: Ministério da Defesa

Nesta quarta-feira (11), a Operação Verde Brasil 2 completa 6 meses de ações preventivas e repressivas contra crimes ambientais na região da Amazônia Legal. A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Defesa com o emprego de militares das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem. Até o momento, a missão assegurou o combate a mais de 7,5 mil focos de incêndio.

Militares da Marinha, Exército e Aeronáutica, coordenados com agentes de órgãos de Segurança Pública e de Proteção Ambiental, mobilizaram mais de 51,3 mil inspeções e patrulhas navais e terrestres, incluindo bloqueio e controle de estradas.

A permanência das Forças Armadas na Amazônia Legal foi autorizada pelo Decreto 10.539, de 4/11/2020, assinado pelo Presidente Jair Bolsonaro. A missão busca contribuir com as ações para preservação da Amazônia previstos pelo Conselho Nacional da Amazônia (CNA).

Em média, estão envolvidos 3,4 mil militares e 300 agentes de órgãos parceiros. O efetivo de militares é reforçado sempre que necessário. As ações utilizam 160 viaturas, 42 embarcações, dois navios e 11 aeronaves.

Resultados

Até o momento, mais de 99 mil hectares foram embargados. O valor das multas e termos de infração aplicado ultrapassa R$ 1,79 bilhão. Esse montante corresponde a sete vezes mais o que o investido na própria operação.

Em 180 dias de ação, foram emitidos 183 autos de prisão em flagrante delito. A Verde Brasil 2 apreendeu 178 mil metros cúbicos de madeira ilegal, além de 26,3 mil armas e munições e 390 kg de drogas. Além disso, foram feitas mais de 1,2 mil ações de apoio logístico aos órgãos de Segurança e Proteção Ambiental e apreendidos 36.774 litros de combustível.

Integração

O Grupo Integrado de Proteção da Amazônia (Gipam) é responsável por definir as áreas de monitoramento para ações de defesa ambiental. O Gipam é coordenado pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), órgão subordinado ao Ministério da Defesa.

São utilizados mecanismos de sensoriamento remoto, como satélites, radares e aerolevantamento, para a seleção das regiões alvo.

A atuação dos militares na Operação Verde Brasil 2 permite levar a presença do Estado a diversas regiões em curto espaço de tempo. Assim, o emprego de meios, como helicópteros, aeronaves diversas, navios, embarcações, viaturas, e o estabelecimento de bases avançadas de apoio permitem a mais ampla atuação possível aos agentes ambientais.

Operação Verde Brasil 2 completa 6 meses de atuação

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 foi deflagrada em 11 de maio de 2020 para o combate aos focos de incêndio, desmatamento e garimpo ilegal na região da Amazônia Legal.

A missão é coordenada pelo Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa e conta com o apoio do Comando Conjunto Norte (CCjN), do Comando Conjunto Amazônia (CCjA), do Comando Conjunto Oeste (CCjO) e do Comando de Operações Aeroespaciais (Comae), da Força Aérea Brasileira (FAB).

A Verde Brasil 2 também é um trabalho integrado com agentes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional de Segurança Pública, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Além de membros do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio).

Com informações do Ministério da Defesa

Leia mais

Polícia prende 14 suspeitos de tráfico de drogas em Alfredo Chaves, ES

Quatorze suspeitos de tráfico de drogas foram presos...

INDICADORES: Café arábica tem alta no preço nesta quinta (23)

A saca de 60 quilos do café arábica começou a quinta-feira (23) com alta de 2,63% no preço e é vendida a R$ 508,14...

Curado do Coronavírus, capixaba deixa UTI de hospital e pede namorada em casamento

Ele recebeu alta do hospital na última segunda-feira (22) depois de ficar 14 dias internado para o tratamento do coronavírus. Um paciente de 30 anos...

Candidatos ligados à área da saúde têm maior representatividade nas Eleições 2020

Para escolher os prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nas eleições deste ano, os brasileiros têm mais candidatos ligados às áreas da saúde do que na...

Leia também