Operação Rodovida aumenta a fiscalização em pontos críticos de todo o país

Operação Rodovida aumenta a fiscalização em pontos críticos de todo o país

Ação intensifica a fiscalização em pontos considerados mais críticos Foto: Agência Brasil

Até o dia 21 de fevereiro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) promove a Operação Rodovida. O objetivo é intensificar a fiscalização em pontos considerados mais críticos e também ações educativas para prevenir acidentes.

Neste ano, será reforçada a responsabilidade de cada um no trânsito. “Seja o condutor profissional, seja o condutor comum, o pedestre, o ciclista, todos são responsáveis pela segurança no trânsito. Não é a polícia que evita acidentes, são os condutores, são as pessoas envolvidas no trânsito que evitam acidentes”, afirmou Pamela Vieira, chefe da Comunicação Social da PRF no Distrito Federal.

“É importante criar tanto o sentimento de empatia pelo próximo, de cuidado, como também o sentimento de que cada um é responsável pela segurança no trânsito”, completou.

Coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e executada pela PRF, a iniciativa conta com a parceria do Ministério da Infraestrutura, além do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Orientações 

De acordo com o Dnit, o trânsito no Brasil é o quarto mais violento do continente americano, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem por ano, no mundo, em acidentes de trânsito, e, desse total, metade das vítimas são pedestres, ciclistas e motociclistas. Além das vidas perdidas, os acidentes geram, anualmente, um custo de R$ 52,2 bilhões ao Brasil. 

Na hora de pegar o volante, o motorista não deve ter bebido antes.

Além disso, o Dnit traz algumas orientações:

Esqueça o celular enquanto dirige: um alerta, o uso do telefone ao volante aumenta as chances de acidente em até 400%. 

Use equipamentos de segurança: a orientação serve para motoristas de carros e ciclistas. Os equipamentos obrigatórios reduzem riscos de ferimentos graves.

Respeite a sinalização de trânsito: fique atento às placas e sinalizações. Uma ultrapassagem indevida pode causar mortes.

 

Leia mais

Leia também