Operação Estado Presente na região sul resulta em 11 prisões e 15 mandados de busca cumpridos

As forças de segurança do Espírito Santo deflagraram, nessa segunda-feira (26), mais uma edição da Operação Estado Presente, dessa vez, na região sul do Estado. A ação tem como objetivo cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão, aumentar a ostensividade e a presença policial nos municípios onde é realizada.

Entre a segunda-feira e esta quarta-feira (28), foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e realizadas 11 prisões, sendo que quatro dos detidos tinham mandados de prisão por homicídio. Também houve importantes apreensões de armas e drogas.

A operação continua em andamento, com a presença ostensiva de policiais militares e civis durante a tarde e noite desta quarta-feira (28). A ação é realizada em parceria com as Administrações Municipais, principalmente nos municípios litorâneos da região sul.  

“Temos realizado a Operação Estado Presente nas regiões do interior do Estado e também na Grande Vitória, com foco na visibilidade policial, na prevenção e elucidação de crimes violentos. Agradecemos a todos os policiais que estão, diariamente, empenhando esforços para cumprirmos as premissas do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, conforme preconizado pelo governador Renato Casagrande”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.  

Ações importantes

Nesta quarta-feira, a equipe da Delegacia de Polícia de Presidente Kennedy prendeu dois indivíduos investigados pela morte do vereador Marcos Augusto Costalonga, assassinado a tiros na noite de 27 de maio deste ano, na zona rural de Presidente Kennedy. Um dos detidos tinha mandado de prisão temporária por suspeita de envolvimento neste crime e o outro tinha mandado de prisão pelo crime de roubo. As prisões ocorreram em Castelo e em Cachoeiro de Itapemirim.

Em Piúma, um laboratório clandestino de anabolizantes foi descoberto por policiais militares na manhã de terça-feira. No local foi encontrado um grande aparato de material para a manipulação dos ilícitos, substâncias anabolizantes, aproximadamente 1.500 frascos vazios para comercialização dos produtos, pacotes de caixas para envio, aparelho para lacrar caixas, rótulos, balanças e insumos em geral. Na casa, um homem foi detido, sendo o responsável por todo o material apreendido.

Também na terça-feira, policiais militares detiveram um homem e uma mulher acusados de praticarem um homicídio, na madrugada do último domingo (25), na região de Monte Alverne, zona rural de Castelo. A mulher confessou aos militares que participou do homicídio do próprio marido. O homem afirmou aos militares que tinha um relacionamento extraconjugal com a detida e que há cerca de um mês, já tinham a intenção de matar a vítima.

Histórico

Em 2021, o Operação Estado Presente já teve sete edições:

No dia 20 de Janeiro, as forças de segurança realizaram a Operação Estado Presente, no sul do Estado. O resultado foi a prisão de sete pessoas e o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão.

Nos dias 10 e 11 de fevereiro, a ação aconteceu nos municípios de Aracruz, Linhares e Jaguaré, na região norte. Dez maiores foram presos e quatro menores apreendidos. No dia 24 de fevereiro, as operações foram centralizadas no município de Iúna, no Caparaó. Ações preventivas também aconteceram em diversos municípios da região serrana.

No dia 11 de março, foi a vez dos municípios de Colatina, Ecoporanga, Pinheiros, Pancas e Barra de São Francisco, na região noroeste do Estado e, ao todo, 26 pessoas foram presas em cumprimento de mandados de prisão e em flagrante.

Em 12 de maio, a Operação Estado Presente realizada no sul do Estado prendeu um homem de 27 anos, investigado em um duplo homicídio em Anchieta. No dia 25 de maio, a operação ocorreu na Grande Vitória e resultou em oito pessoas detidas, sendo três com mandados de prisão por homicídios.

Em junho, a Operação Estado Presente aconteceu no norte do Estado e resultou na condução de 17 pessoas à delegacia. Desse total, oito foram presas em cumprimento de mandados de prisão (sendo três por homicídio), e oito foram autuadas em flagrante por crimes como porte ilegal de arma de fogo. Uma pessoa foi liberada após assinatura de termo circunstanciado.

Entre os dias 12 e 14 de julho, a ação aconteceu na região noroeste. Na ocasião foram cumpridos 13 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão. Vinte e nove pessoas foram detidas.

Texto: Camila Ferreira