Operação combate fraudes ao Auxílio Emergencial

Operação combate fraudes ao Auxílio Emergencial

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (10), a operação Segunda Parcela Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (10), a operação Segunda Parcela, de combate a fraudes ao Auxílio Emergencial. As ações ocorrem em 14 estados, com o cumprimento de 42 mandados de busca e apreensão, sete mandados de prisão e 13 mandados de sequestro de bens. São mais de 150 policiais envolvidos nas atividades, que determinaram o bloqueio de R$ 650 mil em diversas contas investigadas por receber o benefício ilegalmente.

O Ministério da Cidadania é responsável por apurar e repassar informações para a ação dos demais órgãos no combate aos crimes relacionados aos pagamentos do benefício, que alcança diretamente 67,8 milhões de pessoas e já teve um investimento de mais de R$ 270 bilhões do Governo Federal.

“Uma política pública dessa magnitude tem que lidar com diversos riscos, entre eles a possibilidade de tentativas de fraudes. Desde o primeiro momento, o Ministério da Cidadania adotou várias medidas preventivas para proteger os recursos públicos e garantir o atendimento às famílias que realmente precisam. E estamos sendo implacáveis com quem comete crimes”, destacou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

A operação é resultado da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial, que conta com a Polícia Federal (PF), o Ministério da Cidadania, a Caixa Econômica Federal, o Ministério Público Federal (MPF), a Receita Federal, a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Com informações do Ministério da Cidadania

Leia mais

Leia também