ONU pede que todas as forças estrangeiras deixem a Líbia


Sputnik O porta-voz da ONU anunciou que o secretário-geral da organização, Antonio Guterres, pediu nesta terça-feira (16), que todas as tropas estrangeiras e mercenários deixem a Líbia”[Guterres] Falou com o presidente do Conselho de Presidência designado, Sr. Mohammad Younes Menfi, e o primeiro-ministro designado do Estado da Líbia, Sr. Abdul Hamid Mohammed Dbeibah. Em suas ligações, o secretário-geral destacou o apoio da ONU às eleições na Líbia, o monitoramento do cessar-fogo e a necessidade de retirada das forças estrangeiras”, disse o porta-voz da ONU Stéphane Dujarric.

Em dezembro do ano passado, havia cerca de 20 mil soldados estrangeiros e mercenários posicionados na Líbia, de acordo com a ONU. Questionado se o órgão notou algum início de retirada de forças estrangeiras, Dujarric disse que a ONU não estava ciente de uma retirada.

“Não ouvi nenhuma atualização sobre a saída de tropas estrangeiras. Queremos que isso aconteça, obviamente, o mais rápido possível”, disse ele.

Guterres parabenizou Menfi e Dbeibah por suas nomeações e “destacou a importância de garantir que o novo poder executivo trabalhe para a realização de eleições nacionais em 24 de dezembro de 2021”.

Dujarric disse que os três concordam com a necessidade de as tropas estrangeiras deixarem o país como parte de um acordo de cessar-fogo.

A Líbia está envolvida em uma guerra civil prolongada desde a queda de Muammar Kadhafi em 2011.

António Guterrez, Secretário-geral da ONU  

António Guterrez, Secretário-geral da ONU   (Foto: UN Photo / Jean-Marc Ferré)

Leia mais

Leia também