ONG: Espírito Santo ocupa 1ª posição em índice de transparência de dados do Coronavírus

Estado chegou ao primeiro ao passar a divulgar boletim diário com o número de leitos ocupados e a apresentar dados sobre a ocorrência de outras doenças respiratórias.

O ranking, que inclui todos os estados e o Governo Federal, é atualizado semanalmente — Foto: Reprodução/Open Knowledge Brasil

O Espírito Santo é o estado mais transparente na divulgação dos dados referentes ao novo coronavírus no Brasil, de acordo com o último boletim elaborado pela ONG Open Knowledge Brasil (OKBR), divulgado nesta quinta-feira (7).

O ranking, que inclui todos os estados e o Governo Federal, é atualizado semanalmente. O relatório completo está disponível no site da ONG.

O Espírito Santo, que já esteve no penúltimo lugar, chegou ao primeiro ao passar a divulgar boletim diário com o número de leitos ocupados e a apresentar dados sobre a ocorrência de outras doenças respiratórias.

A pontuação do Espírito Santo no último boletim da ONG foi de 98, de um máximo de 100 pontos.

Atraso no envio de dados

Prefeituras atrasam diariamente o envio de dados para a plataforma do Governo. De acordo com levantamento feito pelo SiteBarra, os números divulgados pelas prefeituras em seus informes são diferentes dos obtidos no painel. Veja mais aqui

Governo

Segundo o governo, a nota obtida mostra a rápida e constante evolução da transparência dos dados no estado, que inicialmente havia sido enquadrado na categoria opaca, na avaliação realizada no dia 9 de abril. Em uma semana, o Espírito Santo passou a ocupar o topo da escala, ficando entre os estados mais transparentes; e agora, menos de um mês depois, assumiu o primeiro lugar.

“A melhor forma de explicar a importância da transparência para o combate à pandemia é justamente o lema usado pela entidade avaliadora: dados abertos ajudam a salvar vidas. A informação livre e sem obstáculos é o ponto de partida para pesquisadores, mídia, sociedade civil e para o próprio cidadão. Todos esses atores podem, de alguma forma, ajudar. Mas precisam ter informações íntegras, atualizadas e acessíveis”, destacou o secretário de Controle e Transparência, Edmar Camata.

Como é feita a avaliação

A OKBR, também conhecida como Rede pelo Conhecimento Livre, é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua na implementação e na defesa da transparência dos dados públicos.

O Índice de Transparência da Covid-19 da OKBR avalia a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia, publicados pela União e pelos estados em seus portais oficiais.

A análise é composta de três dimensões: conteúdo, granularidade e formato. Cada dimensão é constituída por um conjunto de aspectos avaliados separadamente, aos quais são atribuídos diferentes pesos para a elaboração da nota de zero a 100.

No item conteúdo, a avaliação leva em conta a diversidade de informações disponibilizadas, como o perfil detalhado dos pacientes (gênero, idade, doenças pré-existentes). Já em granularidade é analisado o detalhamento geográfico das informações, os microdados da situação por municípios e bairros. E a categoria formato leva em conta a facilidade de visualização do conteúdo, a apresentação de séries históricas e a disponibilização do formato dados abertos.

 

 

Leia mais

Leia também