OMS pede que Brasil apoie suspensão de patentes de vacinas contra a Covid-19


O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Gebreyesus, pediu que o Brasil apoie a proposta da instituição visando a suspensão de patentes de vacinas contra a Covid-19 pelo período em que durar a pandemia. Segundo reportagem do jornalista Jamil Chade, no UOL, o projeto conta com o apoio de cem países em desenvolvimento.

O pedido de apoio por parte da OMS foi feito neste sábado (3), durante uma reunião entre Gebreyesus e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. 

“O encontro marca uma nova postura do governo que, por meses, fez questão de lutar contra qualquer ação internacional que pudesse significar um fortalecimento da posição internacional dos organismos multilaterais”, destaca Chade. “Por meses, o Brasil foi o único país em desenvolvimento a criticar a proposta dos emergentes de suspender as patentes de vacinas”, ressalta. 

Ainda de acordo com a reportagem, o governo brasileiro também “insistiu sobre a possibilidade de ampliar o abastecimento de vacinas da OMS, por meio da Covax. Aos interlocutores na Organização Panamericana de Saúde, braço regional da OMS, o ministro indicou que poderia ampliar as compras na Covax, saltando de 10% para 20%, o que significaria um acesso a mais de 80 milhões de doses”.

 

(Foto: REUTERS/Denis Balibouse)

Leia mais

Leia também