O Partido Comunista da China diz que aceita sugestões e críticas desde que não sejam fingidas


Rádio Internacional da China – “O Partido Comunista da China (PCCh) e o povo chinês continuarão avançando no caminho por eles próprios escolhido com a cabeça erguida, tendo o futuro do desenvolvimento e do progresso da China nas próprias mãos.” Essa é a declaração solene do presidente chinês, Xi Jinping, ao mundo, na celebração do 100º aniversário da fundação do Partido Comunista da China (PCCh). 

Este é o caminho do socialismo com características chinesas. Durante cem anos, o PCCh, com o marxismo como o princípio orientador, liderou todo o povo na superação das dificuldades e lutou pela independência nacional e pela libertação do povo. Com o passar do tempo, a China passou de um país pobre para a segunda maior economia do mundo, com o PIB per capita médio superior a US$ 10 mil.

Cem anos de história mostram que apenas o socialismo é capaz de salvar a China e apenas o socialismo com características chinesas é capaz de desenvolver a China. Durante o processo de industrialização sob a liderança do PCCh, que durou várias centenas de anos nos países desenvolvidos e apenas décadas na China, o Partido atribuiu uma importância crescente à promoção de forma coordenada dos progressos material, político, cultural e ético , social e ecológico. 

O anúncio de Xi Jinping no mesmo dia sobre a conclusão da construção de uma sociedade moderadamente próspera é considerado um passo crucial no caminho para a grande revitalização da nação chinesa. 

Esse caminho chinês também injetou energia positiva para o desenvolvimento mundial. Por vários anos, a China contribuiu com 30% do crescimento econômico global. Segundo estimativas, a iniciativa chinesa “Cinturão e Rota” vai tirar cerca de 40 milhões de pessoas da pobreza em todo o mundo. 

O modelo de desenvolvimento chinês também pode servir como exemplo de um novo tipo de modernização e como prova de que a modernização não significa necessariamente a ocidentalização. Em vez disso, o caminho deve ser adaptado às suas próprias condições. 

Agora, o PCCh está em processo de levar o povo à meta do segundo centenário. Ao fazer isso, o Partido aceita sugestões e críticas úteis, mas jamais aceitará pregação fingida.

Xi Jinping no ato de comemoração do 100º aniversário do Partido Comunista da China, Pequim, 1º de julho de 2021

Xi Jinping no ato de comemoração do 100º aniversário do Partido Comunista da China, Pequim, 1º de julho de 2021 (Foto: Diário do Povo)

Leia mais

Leia também