Nupetro faz palestra sobre Gestão dos royalties de petróleo pelos estados e municípios produtores

O Núcleo de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Derivados (Nupetro), da Secretaria da Fazenda (Sefaz), participou, na última semana, de um webinar sobre “Participações Governamentais na Indústria de P&G”. O evento foi organizado pelo Fórum Capixaba de Petróleo e Gás, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes).

O tema abordado pelo coordenador do Nupetro, Luiz Cláudio Nogueira de Souza, foi a “Gestão dos royalties de petróleo pelos estados e municípios produtores”. Na ocasião, ele pontuou algumas condições que considera como básicas para que estados e municípios consigam exercer a gestão desses recursos com capacidade crítica.

“A primeira é trivial, mas não menos importante, que é ter a consciência de que o petróleo é um recurso finito. Outro ponto é que os gestores precisam ter noção de que petróleo e crise caminham juntos. É importante lembrar que o petróleo passa por crises cíclicas. E essas crises inevitavelmente refletem nos montantes que são recebidos”, disse Souza.

Ele complementou: “Essa crise nos oportuniza um debate extremamente essencial que estava esquecido na história da Indústria Nacional do Petróleo, que é colocar no espaço público a alocação racional desse recurso, pois, historicamente, no ambiente nacional, preocupa-se somente com a captura desse recurso, gerando aquilo que é conhecido como briga pelos royalties, um atrito entre estados produtores e não produtores.”

Oportunidade na crise

“O que essa crise tem a nos ensinar é que a gente copie bons modelos olhando o mercado externo. Um exemplo é a Noruega, que era um grande produtor de petróleo décadas atrás e hoje já não é um grande produtor, mas foi precavido e criou um fundo soberano, guardando boa parte dos recursos e hoje é um fundo com montantes incríveis que gera poupança intergeracional para a população daquele país”, afirmou o coordenador do Nupetro.

Ele ressaltou também que, no último ano, o Espírito Santo, seguindo as boas práticas internacionais, criou dois fundos com os recursos do petróleo (Fundo Soberano e Fundo de Infraestrutura).

Outro dois temas abordados durante o webinar foram: “Os royalties do petróleo e a peculiar relação entre o poder público e a indústria” e “A participação governamental na indústria de petróleo e gás no Estado”.

Leia mais

Polícia descobre arma, drogas e munições em para-choque de carro em Barra de São Francisco

Na noite desta segunda-feira (25/05/2020), durante patrulhamento preventivo no bairro Bambé, foi observado um veículo FIAT IDEIA que trafegava sentido à Mantena/MG e que...

Coronavírus chega ao interior de Nova Venécia

Nova Venécia voltou a fazer parte do Risco...

Coronavírus: mais 13 casos são confirmados e número sobe para 85 no ES

O Governo do Espírito Santo, através da Secretaria...

Políticos colocam eleitores de Água Doce do Norte em “fila indiana”, como gado sendo levado para morrer

Choque, agitação e berro. Esse é o tortuoso caminho do boi para o abate em um matadouro. O cantor Paul McCartney disse certa vez que,...

Leia também

Climatempo alerta para risco de temporais e mar agitado no ES

A passagem de uma frente fria vai provocar...

Batida frontal entre caminhão e van deixa 12 mortos e 1 ferido em MG

Van que se envolveu no acidente em Patos...

Incêndio provoca destruição em fazenda de comerciante de Água Doce do Norte

Um grande incêndio tirou o sono de diversos moradores e agricultores de Água Doce do Norte na noite deste sábado, 19 de setembro de...

Adolescente de 14 anos sofre ameaça de estupro em Água Doce do Norte

  Na manhã da última sexta-feira, 18 de setembro de 2020, uma jovem de apenas 14 anos, moradora do distrito de Santo Agostinho, deu entrada...