Nova versão do Clique Escola é disponibilizada pelo MEC

Compartilhe

O Ministério da Educação (MEC) lançou, nesta semana, a versão 2.0 do aplicativo educacional gratuito Clique Escola, sistema que disponibiliza dados financeiros e educacionais de 180 mil escolas públicas e privadas do país.

A nova versão, já disponível para download nas lojas de aplicativos dos celulares, apresenta dados atualizados e funcionalidades inéditas, permitindo o acesso a informações sobre as estruturas físicas das escolas, como a quantidade de laboratórios, banheiros e quadras esportivas. Além disso, a plataforma oferece oportunidade de interação entre os diretores escolares de todo o Brasil e um espaço para divulgação de projetos escolares.

“Além da transparência e do controle social, queremos promover uma forte interação entre a comunidade escolar, e entre os cidadãos e a escola. Unindo todos por meio de uma plataforma digital, rica em dados educacionais e financeiros de cerca de 180 mil escolas da educação básica”, ressaltou Mauro Rabelo, secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, durante evento de lançamento do aplicativo que aconteceu nesta semana.

Prefeituras recebem repasse adicional de R$ 1 bilhão do FPM nesta sexta-feira (10)

COVID-19: retorno seguro às aulas presenciais exige conscientização dos estudantes

As informações do aplicativo são retiradas do banco de dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE), e o desenvolvimento da nova versão foi feito em parceria com o Centro de Artes e Comunicação (CAC), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Pelo aplicativo é possível acessar dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), a taxa de distorção idade-série, taxas de rendimento e repasses financeiros do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).

O secretário acrescentou que a primeira versão do Clique Escola, de março de 2020, foi baixada mais de 213 mil vezes, e que a expectativa é aumentar os downloads nessa nova versão, pois é uma ferramenta importante para o sistema educacional. “Na educação a gente aprende com exemplos, uns aprendem com os outros. Essa é uma oportunidade que os gestores vão ter de poder visualizar projetos de outras escolas, e daí se inspirar, aperfeiçoar, melhorar. Então, trocar experiência com outras gestões de outros estados e cidades”, enfatizou. 

Foto: Marcelo Casal Jr/Agência BrasilFoto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Leia também

ES: mosaico em formato de tartaruga é feito com 1,3 mil m² e cerca de 190 toneladas de lixo retirado da natureza

Uma ação de limpeza da baía e dos manguezais de Vitória resultou na construção de um mosaico feito...

Kleber Andrade recebe Torneio Internacional do Espírito Santo com Seleção Brasileira Sub-20

A CBF confirmou oficialmente, na tarde desta quinta-feira, a realização do Torneio Internacional do Espírito Santo, no estádio...

Mais de 150 mil pessoas ainda não declararam IR no Espírito Santo

A entrega da Declaração do Imposto de Renda deve ser feita até 31 de maio. Faltando oito dias...

Brasil fatura um ouro e duas pratas na etapa Barcelona do Mare Nostrum

O Brasil estreou com um ouro e duas pratas na etapa de Barcelona (Espanha), a segunda de três...

NORDESTE: Defesa Civil Nacional alerta para chuvas intensas em cinco estados

A Defesa Civil Nacional alerta para o risco de chuvas intensas no litoral da região Nordeste ao longo...

Novos processos seletivos do IBGE ampliam vagas para o Censo 2022

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu hoje (25) processos seletivos complementares visando a contratação temporária...

Capixaba tem ilustração compartilhada por Madonna

A rainha do pop, Madonna, 63, compartilhou uma ilustração em que uma foto dela ganhou os traços coloridos...

Oferta reduzida da vacina BCG faz Espírito Santo mudar esquema de imunização em maternidades e unidades de saúde

  Vacina BCG é aplicada em recém-nascidos e crianças de até quatro anos — Foto: Divulgação/Sesa Para reduzir os efeitos...