Nova estação de radar no Mato Grosso do Sul reforçará segurança no espaço aéreo

Nova estação de radar no Mato Grosso do Sul reforçará segurança no espaço aéreo

O equipamento amplia a vigilância aérea brasileira e o combate ao tráfego aéreo ilícito Foto: PR

Uma nova estação radar da Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou as atividades nesta terça-feira (18) para reforçar a segurança do espaço aéreo na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Bolívia. O equipamento, instalado em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, foi inaugurado pelo Presidente Jair Bolsonaro. 

O equipamento amplia a vigilância aérea brasileira e o combate ao tráfego aéreo ilícito, com foco no Centro-Oeste brasileiro. A estação vai facilitar o monitoramento de aeronaves voando em baixas altitudes na região de fronteira e ampliar a capacidade de identificação de voos não autorizados. Assim, colabora para ações de policiamento do espaço aéreo e de combate ao narcotráfico. 

Durante a cerimônia de inauguração, o Presidente Jair Bolsonaro ativou a estação radar por meio de vídeos interativos de acionamento do sistema. Ele também se comunicou com o piloto do Super Tucano A-29 e deu o comando para o início da ação que simulou a interceptação de uma aeronave ilícita. 

O Comandante da Aeronáutica, Antonio Carlos Moretti Bermudez, destacou a importância do funcionamento do sistema para a segurança da fronteira brasileira. 

“O dia de hoje marca a importância dada pelo governo brasileiro a defesa da soberania e de suas riquezas. Nossa fronteira sudoeste é o símbolo da natureza indômita, onde estão localizados o bioma Pantanal, um extraordinário patrimônio hídrico, a terceira maior reserva de minério de ferro e a segunda de manganês do Brasil. Riquezas que despertam interesses e cobiças”, disse o comandante da Aeronáutica. 

 Monitoramento do espaço aéreo 

A estação instalada em Corumbá é composta por radares primário e secundário. O primário faz parte de uma nova geração de radares de longo alcance com capacidade para detectar aeronaves cooperativas e não-cooperativas. Também identifica alvos com precisão, além de ter funções de proteção eletrônica que resguardam os radares contra interferências eletromagnéticas, sejam elas intencionais ou não. O radar secundário obtém informações como identificação, altitude e velocidade de aeronaves. 

Com os equipamentos é possível, por exemplo, detectar aeronaves em altas velocidades com grande capacidade de manobras, como os aviões de caças, e obter informações com elevado grau de assertividade permitindo melhores ações de interceptação pelos caças da FAB. 

Depois de Corumbá, as localidades de Porto Murtinho (MS) e Ponta Porã (MS) deverão as próximas a contarem com o equipamento. 

Produção nacional 

Os radares foram fabricados no Brasil pela Omnisys, empresa da Base Industrial de Defesa do Brasil. O contrato de fornecimento prevê a absorção do conhecimento técnico pelo Comando da Aeronáutica (Comaer), possibilitando a manutenção preventiva e corretiva, minimizando os custos de logística e mantendo um alto nível de disponibilidade dos equipamentos. 

“Seu projeto representa a competência da engenharia brasileira e nos dá a certeza que a integração dos campos científico e tecnológico, o fomento e estímulo a pesquisa e ao desenvolvimento são capazes de prover a nação brasileira a soberania imprescindível ao franco crescimento”, disse o Comandante da Aeronáutica, Antonio Carlos Moretti.

Leia mais

Clipe homenageando Água Doce do Norte, viralizou na internet neste final de semana

Um clipe tem chamado atenção dos internautas que possuem alguma ligação com Água Doce do Norte, tudo porque várias imagens foram publicadas na página...

Coronavírus: 11 mil brasileiros estão ilhados no exterior

Pelo menos 11 mil brasileiros estão no exterior, sem poder voltar para casa, por conta da crise do novo coronavírus. Os dados são da...

Sedu divulga programação de formações abertas ao público

A Secretaria da Educação (Sedu), por meio da subsecretaria de Educação Básica e Profissional (SEEB), está...

Leia também

Nova Lei do Gás pode ampliar infraestrutura de gasodutos em Macaé

O Projeto de Lei (PL) 6407/2013, também conhecido como Nova Lei do Gás, pode abrir o caminho para ampliação da rede de gasodutos em...

Novo marco legal do mercado de gás natural deve aumentar oferta do produto em Niterói

O novo marco legal do mercado de gás natural deve aumentar a oferta do produto em Niterói, no Rio de Janeiro. Atualmente, o município...

Colatina: mulher é espancada na frente dos filhos e escreve bilhete para pedir socorro

Um homem, de 25 anos, foi detido após espancar e manter a esposa presa dentro de casa, em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo....

Congresso Nacional estabelece R$15 bilhões extras para combate à pandemia

Mais R$15 bilhões de reais serão injetados na conta de estados, municípios e Distrito Federal para ajudar no combate à pandemia da Covid-19. É...