Nova classificação entra em vigor com todas as cidades do ES em risco baixo • SiteBarra

Nova classificação entra em vigor com todas as cidades do ES em risco baixo

Pela segunda semana consecutiva, o Espírito Santo terá todas as 78 cidades classificadas no risco baixo para transmissão da covid-19. O Mapa de Classificação de Risco, elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), foi divulgado no inicio da noite desta sexta-feira (07).

Até o momento, nenhuma microrregião do Estado conseguiu atingir os quatro índices para a classificação de risco muito baixo. As regiões Central Serrana, Sudoeste Serrana e do Caparaó são as que estão mais próximas de alcançar as metas.

O 89º Mapa de Risco Covid-19 terá vigência a partir da segunda-feira (10) até o próximo domingo, dia 16 de janeiro de 2022.

Microrregiões do ES continuam fora da ‘fase azul’

Apesar da notícia de que o Espírito Santo continua “todo verde”, nenhuma microrregião capixaba ainda conseguiu atingir o risco muito baixo, representado pela cor azul no mapa de risco.

A chamada “fase azul”, que possibilita ainda mais flexibilização nas regras de funcionamento das atividades, principalmente nos eventos, só é obtida quando as regiões atingem determinadas metas de vacinação, em cada faixa etária, e oferecerem pontos de testagem próprios a livre demanda, sem exigência de avaliação médica ou sintoma.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), todas as dez microrregiões do Espírito Santo atingiram a meta de vacinar contra a covid-19 pelo menos 80% da população adulta, com duas doses.

Além disso, metade delas já conseguiu aplicar a primeira dose em 90% ou mais dos adolescentes. Entretanto, nenhuma delas chegou aos 90% de cobertura vacinal, com a dose de reforço, nos idosos com mais de 60 anos.

Para chegar a fase azul, a microrregião deverá ter: pelo menos 80% da sua população adulta com as duas doses da vacina ou dose única; 90% dos adolescentes de 12 a 17 anos com pelo menos a primeira dose; e 90% da população idosa, acima de 60 anos, e de imunossuprimidos com a dose reforço, além de oferecer os pontos de testagem.

A microrregião que está mais próxima de vacinar 90% de seus idosos com a dose de reforço e, com isso, poder migrar para a fase azul, é a Central Serrana, que está com uma cobertura vacinal de 89,04 dessa população. A região é formada pelos municípios de Itaguaçu, Santa Teresa, Itarana, Santa Maria de Jetibá e Santa Leopoldina.

Na sequência, aparece a Sudoeste Serrana, que já vacinou 87,60% da população idosa com a dose de reforço. Fazem parte dessa microrregião: Laranja da Terra, Afonso Cláudio, Brejetuba, Venda Nova do Imigrante, Domingos Martins, Marechal Floriano e Conceição do Castelo.

O secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, lembrou no entanto que se algum município alcançar metas de vacinação sem oferecer testagem em massa, a microrregião não poderá ser classificada como “muito baixa”.

Segundo o secretário, alguns municípios ainda tem resistência em não oferecer a testagem em massa.

Saiba quais municípios compõem cada microrregião do ES

1 – Metropolitana: Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Fundão, Guarapari

2 – Central Serrana: Itaguaçu, Santa Teresa, Itarana, Santa Maria de Jetibá e Santa Leopoldina

3 – Sudeste Serrana: Laranja da Terra, Afonso Cláudio, Brejetuba, Venda Nova do Imigrante, Domingos Martins, Marechal Floriano e Conceição do Castelo

4 – Litoral Sul: Alfredo Chaves, Anchieta, Iconha, Piúma, Rio Novo do Sul, Itapemirim, Marataízes e Presidente Kennedy

5 – Central Sul: Castelo, Vargem Alta, Cachoeiro de Itapemirim, Muqui, Atílio Vivácqua, Mimoso do Sul, Jerônimo Monteiro e Apiacá

6 – Caparaó: Ibatiba, Irupi, Iuna, Muniz Freire, Ibitirama, Divino de São Lourenço, Guaçuí, Alegre, Dores do Rio Preto, Bom Jesus do Norte e São José do Calçado

7 – Rio Doce: Sooretama, Rio Bananal, Linhares, Aracruz, João Neiva e Ibiraçu

 

Nova classificação entra em vigor com todas as cidades do ES em risco baixo