Norte do ES: catadora encontra R$ 500 no lixo e devolve aos donos

Gesto ganhou repercussão na cidade de Mucurici, no Espírito Santo. Quantia encontrada pela catadora representa quase um terço do salário dela.

Aparecida e Fernanda no momento em que o dinheiro foi devolvido, no ES — Foto: Arquivo Pessoal

Por Naiara Arpini, G1 ES

Em meio à dificuldade financeira vivida por milhares de pessoas em decorrência da pandemia, a atitude de uma catadora de recicláveis ganhou repercussão no pequeno município de Mucurici, no Espírito Santo. Depois de encontrar R$ 500 em uma lata de leite, ela devolveu o dinheiro ao dono e conquistou a admiração da cidade.

O dinheiro foi encontrado pela catadora Fernanda Vieira Sena, de 29 anos, na terça-feira (23), enquanto ela fazia a triagem na Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Mucurici.

Ao abrir uma lata de leite para separar o plástico do alumínio, Fernanda se deparou com as cinco notas de R$ 100. A quantia representa quase um terço do salário da catadora, mas ela garante que em nenhum momento pensou em ficar com o dinheiro.

“Na hora, a gente achou que era falso. Ainda brincamos falando que, se o dono não aparecesse, a gente ia fazer um lanche, um café da manhã. Eu nem trouxe o dinheiro para casa, deixei lá no serviço”, contou.

Do outro lado, a responsável pelo dinheiro ter ido parar no lixo começava uma busca com a ajuda da família. Aparecida Pereira, que é empregada doméstica, não sabia que na lata de leite jogada fora estava um dinheiro guardado pelos patrões.

Assim que descobriu o engano, pensou em alternativas para reparar o erro, que envolviam pegar dinheiro emprestado ou pedir que o valor fosse descontado do salário.

Mas, com a ajuda do padrasto, Aparecida encontrou as notas. Foi ele quem teve a ideia de recorrer à Associação de Catadores da cidade na esperança de que alguém devolvesse o valor.

“Um senhor me procurou falando que tinha perdido um dinheiro. Era um senhor muito humilde, tinha perdido numa vasilha. Pela descrição, não tinha como ele estar inventando”, contou a presidente da associação, Mirani dos Santos Pereira.

Depois de descobrir o paradeiro das notas, o padrasto de Aparecida indicou para Fernanda e Mirani o endereço da enteada. As catadoras foram até o local e, com o dinheiro em mãos, tranquilizaram a doméstica. “Ela começou a tremer, ela não acreditava”, contou Fernanda.

Apesar de a atitude ter repercutido entre os moradores, a presidente da associação conta que não se surpreendeu com a honestidade da associada.

“Falei com a Cida: ‘O seu dinheiro caiu na mão da pessoa certa’. Fernanda é uma pessoa iluminada. O gesto dela foi muito nobre”, disse Mirani.

Leia mais

São José dos Campos (SP) é a cidade brasileira com o melhor prazo de instalação de internet fixa

O município de São José dos Campos, no interior de São Paulo, lidera o ranking de cidade brasileira com o prazo mais rápido de...

TRE-ES oferece guia sobre propaganda eleitoral

O Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES),...

Coronavírus: pescadores e artesãos recebem cestas com produtos da agricultura familiar

Com o objetivo de apoiar o processo de comercialização dos agricultores familiares, a Fundação Banco do...

Mantenópolis iniciou a confecção de máscaras e prefeito fala sobre reforma em escola no interior

O prefeito de Mantenópolis, Hermínio Hespanhol, está muito...

Leia também

Operação da PM apreende armas, entorpecentes e munições em Alto Rio Novo e Pancas

Em repressão ao crime, a Polícia Militar realizou operação na manhã desta quinta-feira (1º/10/2020) em Alto Rio Novo e Pancas. Doze armas apreendidas,...

Apae precisa do seu voto para conseguir energia solar

A Apae de Nova Venécia se inscreveu no Edital do deputado federal, Felipe Rigoni (PSB), com o projeto de “Energia Solar: Gerando Energia de...

Espírito Santo chega a 3.551 mortes e 121.514 curados com 132.350 casos de Coronavírus

O Espírito Santo registrou, até esta quinta-feira (1), 3.551 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 132.350. O índice de letalidade...