No Mês da Primeira Infância, ação do MEC para estimular leitura é destaque na programação

Compartilhe

 

Desde o início deste mês, especialistas em primeira infância estão reunidos para debater ações de promoção do pleno desenvolvimento nos anos iniciais de vida. Temas como políticas públicas, intersetorialidade, vínculo familiar, educação financeira e estímulo por meio de brincadeiras fazem parte dos debates do Mês da Primeira Infância, promovido pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, até o fim de agosto. Um dos destaques da programação é uma ferramenta considerada essencial nessa missão: o livro.

O evento de abertura abordou a literacia emergente em contexto familiar. Responsável pelo programa “Conta pra Mim” e coordenador de Monitoramento e Avaliação Educacional do Ministério da Educação (MEC), Eduardo Federizzi Sallenave, destacou que a leitura é uma habilidade fundamental para exercer a cidadania.

“Pesquisadores americanos apontaram que crianças de famílias instruídas escutavam 30 milhões de palavras a mais do que criança em situação de vulnerabilidade. O vocabulário precede o sucesso escolar e as condições de partida são muito desiguais”, explicou.

Com o intuito de democratizar o acesso dos beneficiários do Criança Feliz ao universo das letras, o Ministério da Cidadania estabeleceu uma parceria com o Ministério da Educação para expandir a ação do “Conta pra Mim”. Um kit com livros, bloco de papel, giz de cera, calendário de leitura está sendo elaborado e será distribuído aos beneficiários do Criança Feliz. O material inclui ainda uma cartilha com orientações para ajudar a família a desenvolver o hábito de ler.

Segundo a secretária nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira Lira de Miranda, o acesso às técnicas de literacia familiar são fundamentais para o estímulo da aquisição da linguagem. “O hábito de ler deve ser estimulado desde os primeiros anos de vida, para que a criança aprenda na primeira infância que ler é algo importante, prazeroso e dinâmico”, afirmou.

Para o coordenador do MEC, os visitadores têm um papel importante na hora de ajudar as famílias a transformar a novidade em hábito. “Os pais devem conversar com a criança, contar histórias, interagir com ela enquanto lê, permitir que ela tente escrever e se familiarizar com as letras do alfabeto, além de estimular atividades que envolvam desenho, música, passeios, jogos e brincadeiras”, salientou.

O Mês da Primeira Infância prevê uma série de lives, webnários e uma oficina dedicados ao tema: “O Brasil do futuro começa agora”. Além de representantes do Ministério da Cidadania, especialistas no setor e parceiros do Criança Feliz, estados como Alagoas, Paraíba, São Paulo, Rio de Janeiro, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Rio Grande do Sul compartilharão experiências regionais no desenvolvimento da primeira infância.

Maior programa de visitação domiciliar do mundo destinado ao público da primeira infância, o Criança Feliz tornou-se referência internacional em políticas públicas e recebeu diversos prêmios de prestígio global. Por meio da ação, já foram realizadas mais de 48 milhões de visitas, com 1,3 milhão de crianças e gestantes assistidas.

 

Especialistas estão reunidos para debater ações de promoção do pleno desenvolvimento nos anos iniciais de vida

Leia também

Coordenador do ICEPi e equipe de São Roque do Canaã visitam Projeto Avivar

O Coordenador do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) e equipe do instituto em...

Assinatura de Ordens de Serviços para construção de dois Campos Bons de Bola e entrega de uma Van será nesta sexta feira (12) em...

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos estará no distrito de Vila Paulista, nesta sexta...

Vitamina D pode trazer benefícios e malefícios para a saúde

Os índices de vitamina D no corpo merecem atenção especial, pois podem beneficiar ou prejudicar a saúde. O...

Secretaria de Saúde amplia atendimento para realização de teste do pezinho

A jovem Hellen Peixoto Garcia, de 20 anos, levou seu filho Yago Garcia no Pavilhão Municipal para fazer...

CRAS distribuiu 684 pacotes de absorventes em Monte Sinai (Vermelha)

A Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco, através da Secretaria Municipal da Mulher, Habitação e Assistência Social...

Reparação financeira na bacia do rio Doce ultrapassa R$ 10 bilhões

  Até junho de 2022, a Fundação Renova, entidade constituída para gerir e executar os programas e ações de...

Ponte aérea Rio-SP é a 1ª do mundo com embarque biométrico facial para passageiros

Os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro,  da rede Infraero, são...

Servidores participam de palestra sobre Formação na Educação Infantil

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) promoveu na última terça-feira, 9, no plenário da Câmara de Vereadores de...