Mutirão Nacional renegociará dívidas em atraso

Compartilhe

Pessoas físicas que têm dívidas em atraso com instituições financeiras poderão se beneficiar entre os dias 7 e 31 de março do Mutirão Nacional de Negociação de Dívidas e Orientação Financeira. A iniciativa, promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com o Banco Central do Brasil, Secretária Nacional do Consumidor (Senacon) e Procon de todo o país, permitirá que o devedor tenha a oportunidade de conhecer e quitar seus débitos em atraso, e tenha acesso a conteúdo exclusivo sobre educação financeira.

O mutirão nacional é uma ação conjunta que não apenas contribui para o reequilíbrio financeiro das famílias, mas, principalmente, promove a educação financeira, que é fundamental para que o consumidor consiga evitar o endividamento de risco, tenha mais informações sobre produtos e serviços bancários e melhore sua saúde financeira consumidores.

Uma página específica foi desenvolvida para esta preparação prévia, com o objetivo de direcionar o consumidor por caminhos de orientação financeira até o envio de propostas de negociação na plataforma de mediação de conflitos consumidor.gov.br, sistema do Governo Federal que conta com a adesão de mais de 160 instituições financeiras.

Na página, entre outras ferramentas, o interessado encontrará link para o Registrato, sistema do Banco Central por meio do qual é possível acessar, entre outros, o Relatório de Empréstimos e Financiamentos (SCR), que contém a lista de dívidas em seu nome junto às instituições financeiras.

São alvo da campanha pessoas físicas com dívidas que não possuem bens dados em garantia; que estejam em atraso e em nome de uma pessoa natural; e tenham sido contraídas de bancos ou financeiras.

 A adesão ao mutirão se dá da seguinte forma:

  • O consumidor pode optar por negociar com a instituição credora dentro da plataforma consumidor.gov.br, ou diretamente com os canais digitais de negociação dos bancos.
  • Na plataforma, o consumidor encontra um modelo de reclamação no qual o consumidor pode se basear para redigir a sua solicitação.
  • O banco tem o prazo de 10 dias para analisar o pedido e apresentar uma proposta.

Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Mutirão Nacional renegociará dívidas em atraso

Pessoas físicas que têm dívidas em atraso com instituições financeiras poderão se beneficiar entre os dias 7 e 31 de março Foto: MJSP

Leia também

Acusado de dupla tentativa de homicídio no Espírito Santo é preso no Sul de Minas

Um homem de 26 anos, acusado de dupla tentativa de homicídio no Estado do Espírito Santo, foi preso...

Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) e Secretaria de Meio Ambiente realizam nova fase da “Operação Curupira”.

  Nesta sexta-feira (20), deflagrou-se uma nova fase da Operação “Curupira” na região das Montanhas Capixabas. A Operação tem o...

Meury Salles deu show de sofrência na feira gastronômica do dia 14

  No sábado, 14 de maio, aconteceu mais uma rodada da aula de zumba para inscritos no Projeto Avivar...

PARÁ: Governo Federal repassa quase R$ 1,1 mi para continuidade de obras

As cidades de Ananindeua e Monte Alegre (PA) vão receber, juntas, quase R$ 1,1 milhão do Governo Federal, por...